Um estudo empírico dos determinantes da adoção de Internet Banking entre não usuários brasileiros



Artigo principal Conteúdo

José Mauro da Costa Hernandez
José Afonso Mazzon

Resumo

Este estudo investiga os fatores determinantes da adoção de Internet Banking entre não usuários brasileiros. Para tanto propõe-se um modelo que reúne os constructos dos modelos mais conhecidos de adoção de novas tecnologias da literatura de marketing. O modelo foi testado com amostra de 292 pessoas e os resultados revelam que os efeitos de oito variáveis sobre a intenção de usar o Internet Banking são significativos. São elas compatibilidade com estilo de vida, normas subjetivas, auto-eficácia, imagem, vantagem relativa de segurança e privacidade, vantagem relativa de controle, testagem e suporte tecnológico. Por outro lado, os efeitos das características individuais incluídas no modelo não se mostram significativos. A maior contribuição do estudo é a proposta de um modelo abrangente, simples e facilmente implementável. O estudo conclui apontando algumas implicações gerenciais, limitações e sugestões para estudos futuros.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Hernandez, J. M. da C., & Mazzon, J. A. (1). Um estudo empírico dos determinantes da adoção de Internet Banking entre não usuários brasileiros. Revista De Administração Contemporânea, 12(spe), 9-39. https://doi.org/10.1590/S1415-65552008000500002
Seção
Artigos