A RAC. Revista de Administração Contemporânea foi criada em 1997 e é publicada bimestralmente na modalidade de publicação contínua pela ANPAD (Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração), com acesso aberto ao texto completo de seu conteúdo, revisado por pares, e disponibilizado online gratuitamente. Registrada sob o ISSN 1982-7849 (online) e ISSN 1415-6555 (versão impressa de 1997 a 2010).

A RAC aceita submissões oriundas de esforços de pesquisa suportado por diferentes abordagens, os textos submetidos devem abordar questões contemporâneas de importância regional sem perder de vista as articulações com o contexto global. Assim, o objetivo é fomentar debates, elaboração de políticas públicas e novas formas de gestão alinhadas aos desafios sociais contemporâneos. Propostas para edições especiais por convidados são incentivadas e bem-vindas. A RAC publica sete tipos de manuscrito: Artigos Teórico-empíricos; Ensaios Teóricos; Artigos Metodológicos; Pensata Provocativa; Cartas Executivas; Artigos Tecnológicos; e Casos para Ensino.

A RAC está alinhada com práticas de Ciência Aberta: dados, materiais e códigos abertos, além da disseminação de informações adicionais relativas ao processo editorial. A revista é membro e subscreve os princípios do COPE - Comitê de Ética em Publicações. A RAC busca ser o principal periódico acadêmico em administração nos debates que envolvem as organizações e a sociedade em temas contemporâneos, com contribuições de alta qualidade, revisadas por pares. Assim, a RAC trabalha sempre para ser uma fonte confiável de dados, de informação, e conhecimento. Além disso, a RAC, mediante seu escopo editorial, prioriza trabalhos que explorem temas relevantes para a sociedade. E, para tanto, utiliza os temas destacados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.

Ao se posicionar na vanguarda da inovação teórica e metodológica, a RAC assume uma perspectiva interdisciplinar visando articulações entre o regional e o global. São bem-vindas contribuições científicas que investigam e problematizam questões significativas de preocupação econômica, social e política, especialmente onde essas perspectivas demandam atenção sobre questões éticas, de diversidade, de responsabilidade, de governança e de sustentabilidade. Priorizamos trabalhos que promovam abordagens epistemológicas críticas, que ampliem os limites conceituais, e articulem teoria e prática de maneira simbiótica (e não binária) e de maneira inovadora na produção de conhecimento responsável, dentro e fora da academia. Os horizontes de administração contemporânea são amplos e envolvem todas as áreas da administração e suas respectivas relações interdisciplinares, mas os temas de preocupação especial para a RAC a partir de uma perspectiva ética e sustentável incluem, entre outras possibilidades: 

  • Gestão responsável;
  • Gestão humana e social nas organizações;
  • Estratégias organizacionais;
  • Comportamento organizacional e individual;
  • Marketing e consumo;
  • Novas tecnologias e sistemas de informação e comunicação;
  • Administração e educação;
  • Ensino e pesquisa em administração;
  • Sustentabilidade;
  • Mercado e sociedade;
  • Finanças, governança e compliance;
  • Administração pública;
  • Gestão de cidades;
  • Empreendedorismo;
  • Teorias organizacionais e de gestão;
  • Mercado e relações de trabalho.

A RAC busca promover a comunicação entre organizações governamentais, empresariais e industriais, acadêmicas e não governamentais, que são fundamentais na solução de problemas relacionados à problemas societais quem envolvem a gestão, com ênfase regional com articulação global. Também busca avançar a pesquisa interdisciplinar de relevância social em questões contemporâneas, como tecnologias aplicadas, mudança climática, biodiversidade, poluição e resíduos ambientais, recursos naturais renováveis e não renováveis, diversidade, desigualdade, pobreza, mercado de trabalho e sustentabilidade.

Para esses fins, entendemos que administração contemporânea valoriza uma gama diversificada de teorias, métodos e abordagens, especialmente onde se envolvem com tradições de pesquisa, debates em evolução e novas direções nos estudos de gestão em contextos urbanos.

 

Periodicidade

A RAC é publicada bimestralmente na modalidade contínua. A RAC também adota a publicação antecipada em Early Access.

A fim de disseminar os trabalhos aceitos para publicação antes do ciclo padrão de produção e lançamento de uma edição, a RAC implementou em Agosto de 2021 uma opção de publicação em “Early Access”, em que os artigos prontos para publicação, mas ainda sem designação a uma edição, serão publicados e exibidos em uma página específica de Early Access para que possa ser lido e citado antes de sua designação a um volume e número específico da revista.

Os artigos publicados em Early Access são artigos finais com texto completo, revisados por pares e diagramados, disponibilizados ao público assim que concluídos, e publicados online antes de serem atribuídos a um volume e número da revista. Os artigos em Early Access são considerados totalmente completos e, uma vez postados online, são considerados publicados e nenhuma alteração adicional pode ser feita pelos autores. Se houver um erro em um artigo publicado em Early Access, ele precisará ser corrigido com uma errata. Os artigos em Early Access são citáveis, uma vez que recebem um DOI, que permite que sejam citados e rastreados. Depois que o artigo for atribuído a um fascículo, o DOI permanece o mesmo e pode continuar a ser usado para citar o artigo.

 

Nota aos leitores: Todos os conjuntos de dados e materiais publicados pela RAC estarão disponíveis na nossa página no Harvard Dataverse.