Revista de Administração Contemporânea https://rac.anpad.org.br/index.php/rac <p><a href="/index.php/rac/issue/archive"><img src="/public/site/images/admrac/homepageImage_pt_BR.jpg" width="265" height="373" align="left" hspace="15" vspace="15"></a></p> <h2 style="color: #2e6c80;"><strong>Novidades:</strong></h2> <p>Em julho de 2021, a RAC atualizou os Tipos de Manuscritos aceitos para publicação, além de ter redefinido seu <a href="https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/foco">Foco e Escopo</a>. Recomendamos fortemente que o público verifique os novos <a href="https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/foco">Foco e Escopo</a>, acesse a versão atualizada do documento <a href="https://rac.anpad.org.br/public/site/2021_2_PT_Diretrizes_Publicacao.pdf">Diretrizes para Publicação</a>, e leia o <a href="https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1496">Editorial da edição v. 26, n. 1</a> da RAC para esclarecimentos. Contamos com a compreensão de todos!</p> <h2 style="color: #2e6c80;"><strong>A Revista de Administração Contemporânea:</strong></h2> <p>A Revista de Administração Contemporânea (RAC) foi estabelecida em 1997 e é publicada bimestralmente na modalidade de publicação contínua pela ANPAD (Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Administração), com acesso aberto ao texto completo de seu conteúdo, revisado por pares, e disponibilizado online gratuitamente. Registrada sob o&nbsp;ISSN 1982-7849 (online) e ISSN 1415-6555 (versão impressa de 1997 a 2010).</p> <p>A RAC aceita submissões oriundas de esforços de pesquisa suportado por diferentes abordagens, os textos submetidos devem abordar questões contemporâneas de importância regional sem perder de vista as articulações com o contexto global. Assim, o objetivo é fomentar debates, elaboração de políticas públicas e novas formas de gestão alinhadas aos desafios sociais contemporâneos. Propostas para edições especiais por convidados são incentivadas e bem-vindas. A RAC publica sete tipos de manuscrito: Artigos Teórico-empíricos; Ensaios Teóricos; Artigos Metodológicos; Pensatas Provocativas; Cartas Executivas; Artigos Tecnológicos; e Casos para Ensino.</p> <p>A RAC está alinhada com práticas de Ciência Aberta: dados, materiais e códigos abertos, além da disseminação de informações adicionais relativas ao processo editorial. Todos os conjuntos de dados e materiais publicados pela RAC estão disponíveis na nossa página no <a href="https://dataverse.harvard.edu/dataverse/rac/"><strong>Harvard Dataverse</strong></a>. Além disso, a RAC, mediante seu escopo editorial, prioriza trabalhos que explorem temas relevantes para a sociedade. E, para tanto, utiliza os temas destacados nos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU.</p> <p><strong>Tempo médio de avaliação dos artigos (1º semestre 2021):</strong>&nbsp;170 dias (entre a primeira submissão, o processo completo de revisão por pares e uma decisão final de aceite ou rejeição).</p> <p><strong>Qualis (CAPES):</strong> <strong>A2 </strong>- Administração Pública e de Empresas, Ciências Contábeis e Turismo (Quadriênio 2013-2016)</p> <p><img src="/public/site/images/admrac/logo_COPE_50_bg.png">&nbsp;&nbsp;A RAC é membro e subscreve os princípios do <a href="https://publicationethics.org/">COPE</a>&nbsp;- Comitê de Ética em Publicações.</p> <p style="text-align: justify; background: white; margin: 0cm 0cm 7.5pt 0cm;"><strong><span style="font-size: 10.5pt; font-family: 'Helvetica',sans-serif; color: #555555; background: white;">Principais indexadores e repositórios: </span></strong></p> <p><img src="https://rac.anpad.org.br/public/site/Logos_RAC_Indexers_capa_site.png">&nbsp;</p> <p>Acesse a listagem completa no menu “<a href="https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/arquivamento">Políticas Editoriais</a>”.</p> pt-BR <p>Esta revista continua sendo detentora dos direitos autorais dos artigos publicados. Para serem publicados, os autores devem assinar a Carta de Transferência de Direitos Autorais, que é enviada aos autores por e-mail, concedendo direitos, inclusive na tradução, à RAC. A revista concede a terceiros o direito de usar, reproduzir e compartilhar o artigo de acordo com o contrato de licença da <a href="https://creativecommons.org/licenses/by/4.0/">Creative Commons (CC-BY 4.0</a>), conforme declarado nas versões em formato PDF do artigo.</p> rac@anpad.org.br (Marcelo de Souza Bispo) rac@anpad.org.br (ANPAD) Mon, 12 Jul 2021 19:46:37 +0000 OJS 3.1.2.4 http://blogs.law.harvard.edu/tech/rss 60 Refletindo sobre Administração Contemporânea https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1496 <p>Neste primeiro editorial da Revista de Administração Contemporânea (RAC) sob a minha gestão, gostaria de, primeiramente, manifestar a minha alegria e motivação para dar continuidade ao trabalho científico e editorial da revista que já está próximo de completar 25 anos. Agradeço pela confiança da atual diretoria da ANPAD (2021-2024) e a todos os editores que me antecederam (Clóvis Luiz Machado-da-Silva, César Gonçalves Neto, Tomas de Aquino Guimarães, Rogério Hermida Quintella, Herbert Kimura e Wesley Mendes-da-Silva) por suas contribuições oferecidas à RAC de modo que ela pudesse chegar ao patamar de excelência em que se encontra hoje. Espero estar à altura (juntamente com toda a equipe editorial) para que a RAC continue sendo referência nacional e avance ainda mais internacionalmente no campo da administração. Estou ciente das responsabilidades e desafios que temos pela frente.</p> Marcelo de Souza Bispo Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1496 Fri, 23 Jul 2021 00:00:00 +0000 Resseguro e Capital de Solvência: Atenuantes da Probabilidade de Ruína de Seguradoras https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1490 <p><strong>Contexto:</strong> seguradoras são importantes à sociedade, uma vez que garantem proteção financeira aos indivíduos contra perdas patrimoniais, além de fomentarem o mercado de capitais por meio da alocação de ativos garantidores. Assim, é fundamental avaliar os instrumentos que garantam sua solvência financeira de longo prazo. Dentre eles estão a adoção de tratados de resseguro, alocação de capital de solvência e modelagem atuarial dos processos de risco. <strong>Objetivo:</strong> estimar a probabilidade de ruína em processos de risco com a adoção de contratos de resseguro (quota-parte e excesso de danos), comparativamente a cenários sem tais tratados. <strong>Métodos:</strong> simulou-se o processo de Cramér-Lundberg via método de Monte Carlo, ajustando diversas distribuições probabilísticas à severidade do processo de Poisson composto, calibrando um conjunto de 3.917.863 microdados reais, segregados em 30 ramos securitários. <strong>Resultados:</strong> ainda que cada ramo apresente particularidades na severidade do sinistro, a correta escolha de resseguro (proporcional ou não) implica a redução da probabilidade de ruína para um capital de solvência fixo. <strong>Conclusão:</strong> a escolha adequada do contrato de resseguro, especialmente quando há evidências de elevada curtose nos valores de sinistros, intensifica o decaimento exponencial da relação entre o capital de solvência e a probabilidade de ruína.</p> Jorge Wilson Euphasio Junior, João Vinícius França Carvalho Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1490 Mon, 12 Jul 2021 00:00:00 +0000 Como a Estratégia como Prática pode Habilitar a Inovação sob Influência do Dinamismo Ambiental? https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1491 <p><strong>Objetivo:</strong> o objetivo deste estudo foi analisar a inovação em organizações brasileiras quando habilitada por meio de sistemas de informação estratégicos (SIS), na abordagem de estratégia como prática, sob a influência da moderação do dinamismo. <strong>Métodos:</strong> foi utilizada a modelagem de equação estrutural pela técnica estatística de partial least squares path modeling (PLS-PM) e estudo pós-análise (post hoc analysis) para identificação da heterogeneidade não observada, com uma amostra de 256 empresas brasileiras de diferentes setores. <strong>Resultados:</strong> os resultados revelaram que o SIS apresentou influência na inovação de exploitation e exploration. A moderação do dinamismo não se apresentou na relação entre o SIS e a inovação de exploitation. Contudo, o SIS mostrou influência na inovação de exploration em altos níveis de dinamismo. A heterogeneidade não observada foi identificada para dois segmentos da amostra, demonstrando forte efeito de caminho entre o SIS e inovação de exploration e exploitation com a alta presença de dinamismo em empresas de serviços e de tamanho superior a 500 funcionários. <strong>Conclusões:</strong> o estudo contribuiu para a extensão da literatura de estratégia como prática e inovação, ao identificar o SIS como alternativa para habilitar a inovação na organização, em ambientes com alta taxa de mudança e imprevisibilidade.</p> Adilson Carlos Yoshikuni, José Eduardo Ricciardi Favaretto, Alberto Luiz Albertin, Fernando de Souza Meirelles Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1491 Mon, 12 Jul 2021 00:00:00 +0000 Design Thinking como Criação de Significado: O Caso do Descomplica https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1492 <p><strong>Contexto:</strong> a linguagem do design foi introduzida na gestão de inovação como um mecanismo para aumentar a criatividade, dada a predominância de uma racionalidade econômica na teoria e na prática da inovação. Entre os discursos do design thinking, a inovação por significado ganhou relevância nas sociedades pós-industriais. <strong>Objetivo:</strong> explorar a aderência da estratégia do Descomplica ao modelo de inovação por significado. <strong>Método:</strong> foi realizado um estudo exploratório com abordagem qualitativa e método de análise das narrativas. <strong>Resultados:</strong> os dados coletados mostram que a empresa possuía uma estratégia para construir e consolidar um relacionamento emocional com seus usuários. Essa conexão emocional pode ser percebida nas narrativas dos alunos, principalmente quando eles estudaram em escolas públicas. Os resultados evidenciaram que os métodos tradicionais de educação podem ser ameaçados pelas EdTechs, principalmente em ambientes onde os controles regulatórios são fracos. <strong>Conclusão:</strong> embora a inovação por significado tenha se mostrado eficaz do ponto de vista da estratégia do Descomplica, ela não pode ser considerada uma inovação radical no sentido atribuído pela inovação orientada pela sustentabilidade. Os resultados reforçam a urgência de discutir, do ponto de vista organizacional e educacional, os impactos das plataformas on-line.</p> Raphael Lobo, Claudio Pitassi Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1492 Mon, 12 Jul 2021 00:00:00 +0000 Os Efeitos da Dependência na Satisfação dos Operadores Logísticos Brasileiros https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1494 <p><strong>Contexto:</strong> estudos argumentam que níveis de dependência similares são essenciais para a satisfação do fornecedor nas relações comprador-fornecedor. Contudo, relações assimétricas também podem levar à satisfação do fornecedor. <strong>Objetivo:</strong> este artigo investiga quais os efeitos da dependência baseada em benefícios (motivações positivas para manter relacionamentos) entre comprador e fornecedor e a satisfação do fornecedor. <strong>Métodos:</strong> utilizou-se a análise de superfície de resposta (ASR) para testar a relação entre as dimensões da dependência e da satisfação do operador logístico (OL) em 174 díades. <strong>Resultados:</strong> os resultados demonstram que com relação à satisfação do fornecedor, não é tanto a assimetria de dependência que importa, mas sim o grau de dependência entre as partes. Quanto mais dependente uma parte for da outra, normalmente, maior será a satisfação do fornecedor. Certo grau de dependência é aceitável e, em muitas circunstâncias, necessário para se ter acesso a recursos e oportunidades.<strong> Conclusões:</strong> a interação entre a dependência do comprador e do fornecedor e a satisfação do fornecedor é complexa. Situações de ocorrência de assimetria de dependência em que o fornecedor é altamente dependente do comprador, ainda assim, podem ser satisfatórias para os fornecedores.</p> Antonio Carlos Rodrigues, Ricardo Silveira Martins Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1494 Mon, 12 Jul 2021 00:00:00 +0000 Eficiência das Ferrovias Especializadas em Transporte de Minério de Ferro e Pelotas https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1493 <p><strong>Objetivo:</strong> objetiva-se comparar a eficiência relativa das ferrovias especializadas em transporte de minério de ferro (MFe) e pelota (PLMFe), que fazem parte do patrimônio das empresas de mineração e usinas de pelotização considerando o cenário de 2016. <strong>Métodos:</strong> foi utilizada a técnica análise envoltória de dados (DEA), com aplicação do modelo de retornos constantes de escala (CCR) e orientação à saída (output); o método multicritério combinatório inicial para escolha das variáveis de entrada e a regressão Tobit como estratégia de validação do modelo DEA. <strong>Resultados:</strong> das doze ferrovias avaliadas, três ferrovias foram identificadas como eficientes: Estrada de Ferro Carajás, Fortescue e Mount Newman. <strong>Conclusões:</strong> o modelo aplicado foi considerado como um bom método para avaliar a eficiência das ferrovias especializadas em transporte de MFe e PLMFe, pois determinou a eficiência de cada ferrovia, sugerindo o aumento necessário na variável de saída ou ajustes nas variáveis de entrada para que as ferrovias atinjam a fronteira de eficiência. Com isso, as empresas podem utilizar os resultados deste estudo para guiar melhorias futuras para tornar suas ferrovias mais eficientes ou se manter na fronteira de eficiência.</p> Renata Guimarães de Oliveira Fontan, Rodrigo Alvarenga Rosa, Adonai José Lacruz Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1493 Mon, 12 Jul 2021 00:00:00 +0000 Relacional: Amenizando os Efeitos da Crise no Setor da Educação https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1495 <p>Este caso de ensino aborda a necessidade de mudança na estratégia de negócios da startup Relacional, impulsionada pelos efeitos negativos da pandemia de COVID-19 no setor educacional brasileiro, no primeiro semestre de 2020. A startup é uma desenvolvedora de sistemas de informação que busca solucionar problemas específicos das instituições de ensino, desde o nível básico até o superior, como relacionamento, atração e retenção de alunos. Em meio a um cenário de provável crise no setor, os sócios buscam alternativas de negócio para auxiliar as instituições de ensino ao mesmo passo em que procuram garantir o crescimento e a perenidade da própria empresa. Indicado para aplicação em disciplinas de Empreendedorismo, Marketing e TI em cursos de graduação e pós-graduação em Administração de Empresas, este caso aborda conceitos da Economia da Informação, modelos de oferta e precificação de softwares.</p> Adrian Kemmer Cernev, Letícia Fantinato Menegon, Marta de Campos Maia Copyright (c) https://rac.anpad.org.br/index.php/rac/article/view/1495 Mon, 12 Jul 2021 00:00:00 +0000