A Revista de Administração Contemporânea (RAC), periódico científico editado pela ANPAD, adota integralmente o Manual de Boas Práticas de Publicação Científica desta associação científica. A principal função da RAC é comunicar os resultados da pesquisa nas áreas de administração e ciências contábeis o mais amplamente possível. Trata-se de uma prestação de serviços cujos usuários finais são pesquisadores e profissionais dessas áreas e seu benefício final é o acesso amplo e atualizado ao conhecimento gerado. A RAC teve sua publicação impressa até o ano de 2008, permanecendo, a partir de então, como uma publicação totalmente online de acesso gratuito e irrestrito. Essa mudança teve como objetivo ampliar o público e democratizar o acesso ao conhecimento divulgado pela revista.

Missão: A RAC tem como missão contribuir para o entendimento aprofundado da Administração mediante a divulgação de trabalhos relevantes de pesquisa, análises teóricas, artigos tecnológicos, casos para ensino, documentos, notas e resenhas bibliográficas que possam subsidiar as atividades acadêmicas e a ação administrativa em organizações públicas, privadas e do terceiro setor. Em adição, de modo a colaborar para a manutenção dos padrões de ética na pesquisa, e ainda permitir a replicabilidade dos estudos publicados, a RAC desde junho de 2018 passou a adotar a política de dados e materiais abertos.

Escopo e Foco: A RAC publica artigos sobre desenvolvimento teórico e trabalho teórico-empírico na área de Administração e Ciências Contábeis. Diferentes perspectivas teóricas e metodológicas no tratamento de tópicos são aceitáveis, desde que sejam consistentes e relevantes para o desenvolvimento da área (artigos baseados em estudos mono-caso serão aceitos desde que sejam sobre organizações altamente representativas em suas áreas de atividade ou em caso de contribuição significativa para a ciência). Embora a RAC abrigue artigos que tragam contribuições para a prática gerencial, ela se mantém dedicada à prática no ambiente de mercado, enquanto publica conteúdos para a comunidade acadêmica. Dessa forma, também são aceitos trabalhos focados na aplicação de modelos e ferramentas gerenciais nas organizações. Os artigos submetidos devem abordar questões contemporâneas de importância regional, ter como objetivo informar debates e elaboração de políticas, e ser de relevância internacional. Portanto, os manuscritos com foco em questões regionais são bem-vindos se sugerirem estratégias de pesquisa ou oferecerem lições valiosas de maneira mais geral. Manuscritos que revelam a necessidade de mais pesquisas científicas também são bem-vindos. Por fim, além de artigos científicos, a RAC publica Artigos de Pesquisa, Artigos Tecnológicos, Artigos-Tutoriais e Casos de Ensino.

Público-alvo: O público-alvo é formado principalmente por profissionais e estudantes, em paralelo, gerentes de organizações públicas, privadas e do terceiro setor, interessados no diálogo e na inovação das ciências administrativas e contábeis.

Requisitos: Artigos Científicos, Artigos Tecnológicos, Artigos-Tutoriais e Casos de Ensino enviados à RAC devem ser inéditos, nacional e internacionalmente, e que não estejam sendo considerados para publicação em nenhum outro veículo de divulgação. A RAC aceita a submissão de artigos que tenham sido depositados como preprint, desde que estejam armazenados em plataformas confiáveis, como Scielo Preprints, SSRN, e OSF. Os trabalhos publicados em anais de congressos podem ser considerados pelo Conselho Editorial, desde que estejam na forma final do artigo. Os artigos e documentos podem ser redigidos em português, inglês ou espanhol.

Tempo médio de avaliação dos artigos: 175 dias (entre a primeira submissão, o processo completo de revisão por pares e uma decisão final de aceite ou rejeição).

Distinção de outros periódicos: Para atingir seus objetivos, a RAC opera de maneira diferente da maioria dos periódicos consolidados. A maioria destes periódicos tem como objetivo publicar descobertas consideradas novas ou "de grande importância científica". Isso criou um viés em que os artigos que relatam padrões novos ou sensacionais são preferidos a replicações e descobertas nulas, que, como conseqüência, raramente são publicadas. Além disso, a maioria dos periódicos ainda não exige que os autores publiquem dados juntamente com seus artigos, muito menos scripts de análise e recursos como questionários. Essas práticas de publicação diminuem o progresso científico. A RAC foi projetada para resolver esses problemas. Estas são as principais características que diferenciam a RAC da maioria dos outros periódicos:

  • A RAC reconhece que o progresso científico ocorre, em grande parte, por meio de revisões sistemáticas e metanálises, e que, no futuro, os conjuntos de dados podem ser úteis de maneiras atualmente imprevisíveis. Portanto, novidade ou importância científica não é um fator nas decisões de publicação do RAC. Em vez disso, a RAC aplica a perspectiva de que, depois de coletados os dados, os recursos investidos (geralmente fundos públicos e tempo e energia de pesquisadores e participantes) significam que a comunidade científica tem a responsabilidade de publicar esses dados. A RAC facilita assumir essa responsabilidade.
  • A RAC tem uma Política de Compartilhamento Total. Isso significa que os documentos devem ser acompanhados de dados e códigos para replicação. Embora os autores possam solicitar a dispensa desse princípio se a divulgação total for impossível ou antiética, o objetivo da RAC é, geralmente, impor a divulgação completa dos dados. Isso facilitará o aprendizado mútuo, a colaboração científica e a detecção de erros nas análises, além de dificultar a falsificação de dados.

Anotações e comentários pós-publicação: A plataforma da revista permitirá que os leitores deixem comentários na página de publicação, através do serviço Disqus. Os leitores precisarão de uma conta do Disqus para deixar comentários. Os comentários podem ser moderados pela RAC. No entanto, se não forem ofensivos e relevantes para o assunto da publicação, os comentários permanecerão online sem edição. A plataforma da revista também incluirá anotação no navegador e opções de destaque de texto em formatos de texto completo, através do site hypothes.is. Os leitores precisarão de uma conta no hypothes.is para criar anotações e terão a opção de disponibilizá-las publicamente, para um grupo ou privadas.