Influência da Cultura Organizacional Mediada pelo Assédio Moral na Satisfação no Trabalho



Artigo principal Conteúdo

Lindomar Pinto da Silva
Miguel Angel Rivera Castro
Marcos Gilberto Dos-Santos

Resumo

Este artigo investigou a relação entre cultura organizational, a partir de Cameron e Quinn (2006), assédio moral, na perspectiva de Leymann (1990, 1996), e satisfação, a partir da abordagem de Spector (2006), além do efeito mediador do assédio moral entre cultura e satisfação no trabalho, que é a lacuna que este trabalho procura preencher. Os dados foram coletados de trabalhadores de empresas das cidades de Salvador e Feira de Santana, na Bahia, entre os meses de agosto e dezembro de 2016. Obtiveram-se 912 questionários respondidos, analisados por meio de modelagem de equações estruturais. Os principais resultados indicam: (a) as culturas clã e adhocrática são preditoras do assédio moral negativamente, e a cultura mercado influencia-o positivamente, (b) o assédio moral como mediador entre cultura e satisfação possui efeitos significativos em todos os tipos culturais. A principal contribuição é a identificação do efeito do assédio moral na relação entre cultura organizacional e satisfação. Do ponto de vista gerencial, sugere-se que ações visando à satisfação devam considerar culturas que minimizem o assédio moral, além da atenção especial para este fenômeno, já que ele é capaz de minimizar os efeitos positivos da cultura sobre a satisfação.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, L. P. da, Castro, M. A. R., & Dos-Santos, M. G. (1). Influência da Cultura Organizacional Mediada pelo Assédio Moral na Satisfação no Trabalho. Revista De Administração Contemporânea, 22(2), 249-270. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2018170176
Seção
Artigos