Strategies in Universities: Tensions Between Macro Intentions and Micro Actions



Artigo principal Conteúdo

Victor Meyer Junior
Lucilaine Maria Pascuci
Bernardo Meyer

Resumo

No contexto universitário, as estratégias assumem uma configuração distinta em razão da permanente disputa entre a alta administração e a área acadêmica. Isso desencadeia um conflito que contrapõe macro intenções da administração a micro ações das unidades acadêmicas. Neste estudo, examinamos em que extensão estratégias acadêmicas são impactadas pelas tensões desencadeadas por macro intenções da alta administração e micro ações da gestão acadêmica. A pesquisa baseia-se em estudo comparado abrangendo três universidades brasileiras. Identificamos como principais fontes de tensões entre alta administração e gestão acadêmica: a complexidade organizacional, o contexto político, a estrutura frouxamente acoplada e a autonomia profissional. Resultados revelaram um difícil alinhamento entre intenções e ações enquanto estratégias relevantes são praticadas no setor acadêmico. Concluímos que modelos gerenciais importados do mercado apresentam benefícios duvidosos e controversos na gestão de universidades. A maioria das estratégias foi representada por micro ações na área acadêmica, derivadas de iniciativas espontâneas, insights, intuições e ações não intencionais de gestores acadêmicos e professores, com significativo impacto tanto no desempenho acadêmico quanto no organizacional.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Meyer Junior, V., Pascuci, L. M., & Meyer, B. (1). Strategies in Universities: Tensions Between Macro Intentions and Micro Actions. Revista De Administração Contemporânea, 22(2), 163-177. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2018160081
Seção
Artigos