Eficiência relativa da política nacional de procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade



Artigo principal Conteúdo

Marcel de Moraes Pedroso
Paulo Carlos Du Pin Calmon
Ludmila Ferreira Bandeira
Rogéria Aparecida Valter de Lucena

Resumo

O trabalho avalia a eficiência relativa das Unidades Federativas na gestão da Política Nacional de Procedimentos Cirúrgicos Eletivos de Média Complexidade por meio da utilização de Análise Envoltória de Dados (Data Envelopment Analysis [DEA]), para o ano de 2006. A modelagem DEA foi desenvolvida para determinar a eficiência de unidades tomadoras de decisão (Decision Making Units [DMUs]), em situações nas quais não seja relevante ou não se deseje considerar somente o aspecto financeiro. Foram selecionados dados e indicadores relativos às despesas totais de política, leitos cirúrgicos, médicos cirurgiões (inputs), população (uncontrolled input) e produção hospitalar de cirurgias eletivas (como output). O artigo apresenta os valores observados e esperados para as variáveis propostas, e sugere o nível de esforço necessário para que a UF se desloque para a fronteira de eficiência relativa. A utilização da metodologia ilustra as potencialidades da Análise Envoltória de Dados como técnica alternativa aos modelos econométricos para avaliação de políticas públicas, contratualização de metas e priorização de ações corretivas, na medida em que identifica, por variável de interesse, as folgas ou níveis de esforços necessários para o alcance de patamares mais eficientes de gestão.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Pedroso, M. de M., Calmon, P. C. D. P., Bandeira, L. F., & Lucena, R. A. V. de. (1). Eficiência relativa da política nacional de procedimentos cirúrgicos eletivos de média complexidade. Revista De Administração Contemporânea, 16(2), 237-252. https://doi.org/10.1590/S1415-65552012000200005
Seção
Artigos