Intellectual capital: perceptions of productivity a and investment



Artigo principal Conteúdo

Aristides Isidoro Ferreira
Luís Fructuoso Martinez

Resumo

Pretende-se estudar a influência do capital intelectual nas percepções dos colaboradores, quer ao nível dos investimentos realizados pela empresa, como ao nível da produtividade. Os dados foram obtidos junto de uma amostra de 440 colaboradores de 13 empresas portuguesas. Com recurso à ANOVA e Análises de Regressão, procurou-se compreender o impacto das três dimensões da Escala de Capital Intelectual ao nível das percepções de investimento e de produtividade organizacional. Os resultados mostram que as empresas com maiores valores de Capital Estrutural resultam numa percepção reduzida de investimento em recursos humanos e investigação, bem como numa elevada percepção de investimento em áreas de mercado e vendas. Foi ainda possível identificar que os colaboradores das empresas com maiores valores de Capital Estrutural as percepcionam como sendo as mais produtivas. Pelo contrário, organizações com maior investimento em Capital de Clientes tendem a associar-se a uma menor percepção de produtividade organizacional.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Ferreira, A. I., & Martinez, L. F. (1). Intellectual capital: perceptions of productivity a and investment. Revista De Administração Contemporânea, 15(2), 249-260. https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000200006
Seção
Artigos