Identificação ou resistência? uma análise da constituição subjetiva do policial



Artigo principal Conteúdo

Lucilio Linhares Perdigão de Morais
Ana Paula Paes de Paula

Resumo

O presente trabalho objetiva discutir aspectos da construção da subjetividade de policiais. Para tanto investigam-se as temáticas da ideologia nas organizações e da formação da identidade profissional. Pretende-se compreender como estes elementos se relacionam na esfera da subjetividade do indivíduo, ocasionando a sua socialização e a consequente adesão ao discurso organizacional. Dessa forma, lançam-se os olhares sobre as questões referentes aos impactos na interioridade do trabalhador das estratégias de controle da subjetividade implícitas na gestão das organizações. Trata-se de uma proposta de pesquisa de natureza qualitativa, na qual, a partir da análise de conteúdo das histórias de vida narradas pelos policiais entrevistados, se procurou compreender a contribuição que os contatos estabelecidos na organização exercem sobre a construção identitária destes. Evidenciam-se algumas das perspectivas que circundam as práticas organizacionais, à procura da conquista do imaginário do trabalhador, bem como as táticas dos trabalhadores à procura da sobrevivência na organização. Em meio a esta relação em busca da dominação, encontra-se a visão de mundo compartilhada pela organização, ora incorporada, ora rejeitada, ora subvertida, em conformidade com a efetiva e particular submersão do indivíduo na organização.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Morais, L. L. P. de, & Paula, A. P. P. de. (1). Identificação ou resistência? uma análise da constituição subjetiva do policial. Revista De Administração Contemporânea, 14(4), 633-650. https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000400005
Seção
Artigos