O ideário de escola na ótica dos docentes: pura subjetividade ou padrões estruturados de cognição nos Cursos de Administração?



Artigo principal Conteúdo

Cristiano de Oliveira Maciel
Antonio João Hocayen-da-Silva
Marcos de Castro

Resumo

No presente estudo buscou-se identificar, a partir da percepção de docentes, quais são os fatores fundamentais para a construção e manutenção da qualidade do Ensino Superior Privado nos Cursos de Administração de Curitiba, PR. A Perspectiva Institucional de Análise e a Abordagem Cognitiva dos Estudos Organizacionais figuraram como referencial para tal investigação. Após entrevistas em profundidade com alguns docentes foi possível o desenvolvimento de um questionário estruturado para a realização de um survey. Na fase quantitativa da pesquisa a amostragem por adesão resultou em 214 questionários preenchidos por professores de 24 IES da cidade. Os achados da pesquisa apontam evidências da presença de três padrões estruturados de cognição entre os pesquisados: (1) Docente Com Bom Relacionamento e Presença em Sala de Aula; (2) Docente Bem Qualificado; e (3) Docente Com Maior Experiência Profissional. O artigo se encerra discutindo os padrões cognitivos dos três grupos identificados e levanta possíveis questionamentos quanto às implicações desses padrões na qualidade do ensino nos cursos de administração. Em complemento, são levantadas sugestões de futuras pesquisas acerca da relação entre padrões estruturados de cognição, redes sociais e a lógica de mudança e estabilidade, a partir da noção de contradições institucionais.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Maciel, C. de O., Hocayen-da-Silva, A. J., & Castro, M. de. (1). O ideário de escola na ótica dos docentes: pura subjetividade ou padrões estruturados de cognição nos Cursos de Administração?. Revista De Administração Contemporânea, 12(3), 659-688. https://doi.org/10.1590/S1415-65552008000300004
Seção
Artigos