Isomorphism, institutionalization and legitimacy: operational auditing at the court of auditors



Artigo principal Conteúdo

Carlos Alberto Sampaio de Freitas
Tomás de Aquino Guimarães

Resumo

Este trabalho objetiva verificar qual a relação entre o conceito de legitimidade e o fenômeno de institucionalização da atividade de auditoria operacional no Tribunal de Contas da União em um contexto de isomorfismo institucional. Foi realizado exame documental abrangendo o período de 1987 a 2004 e entrevistas com 18 pessoas envolvidas na referida atividade no TCU. Os resultados sugerem que existe relação entre isomorfismo e legitimidade, entretanto apenas no que se refere a um tipo de legitimidade. O fenômeno do isomorfismo atua no sentido de conferir legitimidade cognitiva, enquanto que atuam outros fatores, ligados a cultura e ao ambiente institucional do país, que interferem na dimensão da legitimidade moral, resultando na institucionalização da atividade em um nível secundário na organização analisada. Por fim, observou-se que o processo de instituticionalização, no caso presente, apresenta característica circular, no qual as fases de inovação, difusão, saturação parcial e desinstitucionalização parcial se sucedem de forma cíclica, modificando a atividade de auditoria operacional ao longo do tempo no TCU.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Freitas, C. A. S. de, & Guimarães, T. de A. (1). Isomorphism, institutionalization and legitimacy: operational auditing at the court of auditors. Revista De Administração Contemporânea, 11(spe1), 153-175. https://doi.org/10.1590/S1415-65552007000500008
Seção
Fórum Especial: a Teoria Institucional nos Estados Organizacionais Brasileiros
Biografia do Autor

Carlos Alberto Sampaio de Freitas, Universidade de Brasília

Mestre em Administração pela Universidade de Brasília. Suas áreas de interesse em pesquisa são aprendizagem organizacional, estratégia no setor público e auditoria governamental.

Tomás de Aquino Guimarães, Universidade de São Paulo

Doutor em sociologia pela Universidade de São Paulo. Professor associado da Universidade de Brasília e pesquisador do CNPq, nível 1-C. Suas áreas de interesse em pesquisa são aprendizagem e competência em organizações e abordagem institucional aplicada às organizações.