Gestão estratégica da energia nucleoelétrica no Brasil: recursos e competências críticos para seu sucesso



Artigo principal Conteúdo

T. Diana L. v. A. Macedo-Soares
Luiz Augusto P. A. Figueira

Resumo

Desde 1996, o setor elétrico brasileiro tem sofrido transformações em sua estrutura básica. Porém ainda há muito que fazer, por estar a matriz energética concentrada em uma só fonte, a hidráulica. Este artigo tem como objetivo propor um arcabouço analítico com as competências e os recursos fundamentais à gestão estratégica da exploração da energia nucleoelétrica no país. Compartilha os resultados de um estudo de caso da Eletrobrás Termonuclear - Eletronuclear, complementado por uma investigação documental de quatro outras empresas: duas geradoras brasileiras, Furnas e Chesf; e duas geradoras internacionais de energia núcleoelétrica, Exelon e Tvo. Para o estudo de caso, os dados foram coletados de várias fontes e com diferentes meios: investigação documental/telematizada e dois levantamentos de percepções, com auxílio de questionário estruturado e entrevistas. Utilizou-se o método AHP, Analytic Hierarchy Process, para hierarquizar as categorias de recursos e competências identificadas, segundo a percepção dos participantes da pesquisa. Os resultados evidenciaram a ausência de um modelo de comercialização da energia nucleoelétrica no Brasil. Adicionalmente, proporcionaram subsídios para construir o arcabouço analítico em exame e formular ações mais efetivas para seu desenvolvimento, considerando todos os stakeholders.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Macedo-Soares, T. D. L. v. A., & Figueira, L. A. P. A. (1). Gestão estratégica da energia nucleoelétrica no Brasil: recursos e competências críticos para seu sucesso. Revista De Administração Contemporânea, 11(spe1), 55-76. https://doi.org/10.1590/S1415-65552007000500004
Seção
Artigos