Identificação de mecanismos de controle em alianças estratégicas para desenvolvimento tecnológico: um estudo múltiplo de casos no setor metal-mecânico ao longo das fases do relacionamento



Artigo principal Conteúdo

Carlos Gabriel Eggert Boehs
Andréa Paula Segatto-Mendes

Resumo

As atividades de pesquisa e desenvolvimento compreendem processos com níveis crescentes de complexidade. Nesse contexto, empresas que identificam o capital tecnológico como fonte de diferencial competitivo demandam recursos e competências, que nem sempre se encontram disponíveis em seu ambiente interno, assim elas utilizam-se de relações de cooperação que compreendem níveis de interação de objetivos, estruturas, processos e indivíduos com características particulares. A presente pesquisa, a partir dos estudos de relacionamentos interorganizacionais, tem como propósito a identificação de mecanismos de controle em alianças estratégicas voltadas para atividades de desenvolvimento tecnológico entre empresas. O trabalho apresenta uma revisão teórica referente a relacionamentos interorganizacionais do tipo alianças estratégicas e conceitos referentes ao desenvolvimento tecnológico conjunto. A metodologia utilizada foi a do estudo de casos múltiplos, com a análise de três alianças entre empresas do setor metal-mecânico com atividades de desenvolvimento tecnológico comprovadas. Assim adotou-se um modelo de pesquisa empírica que considera a perspectiva dinâmica e processual do relacionamento interorganizacional compreendida por meio de fases do relacionamento. Os resultados obtidos foram a identificação de mecanismos de controle adotados ao longo das fases de interação de cooperação tecnológica das empresas por meio de alianças estratégicas, assim como a abrangência, foco e fatores influenciadores na adoção desses mecanismos.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Boehs, C. G. E., & Segatto-Mendes, A. P. (1). Identificação de mecanismos de controle em alianças estratégicas para desenvolvimento tecnológico: um estudo múltiplo de casos no setor metal-mecânico ao longo das fases do relacionamento. Revista De Administração Contemporânea, 11(3), 199-221. https://doi.org/10.1590/S1415-65552007000300010
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Andréa Paula Segatto-Mendes, Universidade Federal do Paraná Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração

Doutora em administração pela Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP). Professora e Pesquisadora do Centro de Pesquisa e Pós-Graduação em Administração (CEPPAD) da Universidade Federal do Paraná (UFPR) e coordenadora do Grupo de Estudos em Gestão da Inovação Tecnológica (EGIT). Suas áreas de interesse em pesquisa são inovações tecnológicas, cooperações tecnológicas universidadeempresa, alianças para desenvolvimento tecnológico, transferência de tecnologia, parques e incubadoras tecnológicas