Tipologia de processos de cooperação empresarial: uma investigação empírica sobre o caso português



Artigo principal Conteúdo

Mário José Batista Franco

Resumo

Em função das condições do meio envolvente - incerteza, complexidade e globalização -, a cooperação é vista como uma estratégia, entre muitas outras alternativas, que pode conduzir as empresas ao sucesso. Todavia, a bibliografia que faz referência à cooperação empresarial permanece vasta, complexa e fragmentada a diferentes níveis de análise e reflecte a falta de uma conceptualização sistemática e uma fraca dinâmica dentro deste tipo de processo. Este artigo tem por objectivo apresentar um modelo conceptual para analisar a cooperação nas mais diversas dimensões, bem como apresentar uma tipologia de processos acerca deste instrumento empresarial. Para alcançar este objectivo recorreu-se a um tipo de investigação quantitativa que se baseou numa amostra de 114 empresas/acordos formados por empresas portuguesas. Os resultados evidenciaram que os tipos de processo de cooperação adoptados pelas empresas portuguesas (intencional, improvisado, exploratório, e estratégico) não são únicos e não apresentam sempre os mesmos padrões de comportamento. Em cada caso, os responsáveis máximos pelas empresas e os promotores da cooperação empresarial deverão ter em conta outros aspectos e, nalguns casos, poderão combinar várias características dos quatro processos identificados neste estudo.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Franco, M. J. B. (1). Tipologia de processos de cooperação empresarial: uma investigação empírica sobre o caso português. Revista De Administração Contemporânea, 11(3), 149-176. https://doi.org/10.1590/S1415-65552007000300008
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Mário José Batista Franco, Universidade da Beira Interior Departamento de Gestão e Economia

Doutor em gestão pela Universidade da Beira Interior/Portugal. Professor no Departamento de Gestão e Economia da Universidade da Beira Interior e pesquisador no Núcleo de Estudos em Ciências Empresariais (NECE). Suas áreas de interesse em pesquisa são gestão de PME, cooperação empresarial e empreendedorismo