Influências ambientais e inovação de produtos: estudo de casos em subsidiárias de multinacionais no Brasil



Artigo principal Conteúdo

Dirk Michael Boehe
Paulo Antônio Zawislak

Resumo

Este artigo busca identificar e entender as influências do ambiente no processo de inovação de produtos e propor um modo de classificar estas diferentes formas de influências. A inovação em produtos requer capacidades tecnológicas e estas resultam de processos de aprendizagem. Contrastando as perspectivas que tratam de processos internos de aprendizagem, este artigo enfoca estímulos externos que impulsionam e sustentam esses processos. A principal contribuição consiste na classificação de diferentes tipos de estímulos externos, que podem ser atribuídos a três categorias: o ambiente operacional, o ambiente institucional e o ambiente corporativo da subsidiária. Da combinação desses ambientes resulta uma tipologia com oito categorias, as quais serão ilustradas, usando evidências empíricas de subsidiárias localizadas no Brasil. Como segunda contribuição deste estudo, será explorada a possibilidade de reforço mútuo dos estímulos desses três ambientes. Quando houver uma combinação sinérgica entre eles, mais sustentáveis serão as atividades inovadoras da subsidiária ao longo do tempo. Nesse sentido, a análise de mudanças nos três ambientes pode explicar por que as atividades inovadoras da subsidiária têm sido reduzidas, eliminadas ou ampliadas.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Boehe, D. M., & Zawislak, P. A. (1). Influências ambientais e inovação de produtos: estudo de casos em subsidiárias de multinacionais no Brasil. Revista De Administração Contemporânea, 11(1), 97-117. https://doi.org/10.1590/S1415-65552007000100006
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Paulo Antônio Zawislak, Universidade Federal do Rio Grande do Sul

Doutor em Ciências Econômicas pela Université de Paris VII. Professor dos Cursos de Gradução, Especialização, Mestrado e Doutorado da Escola de Administração (EA) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Membro do Núcleo de Gestão da Inovação Tecnológica (NITEC), grupo de pesquisa vinculado ao PPGA/EA/UFRGS. Suas áreas de interesse em pesquisa são economia da inovação, gestão da inovação tecnológica, cooperação, alianças e redes, sistemas produtivos e cadeias produtivas, nanotecnologia