O Poder do Capital Psicológico: A Força das Crenças no Comportamento Empreendedor



Artigo principal Conteúdo

Luciano Gonçalves de Lima
Vânia Maria Jorge Nassif
Marcia Maria Garçon

Resumo

Objetivo: esta pesquisa teve por objetivo analisar o comportamento empreendedor a partir dos componentes do capital psicológico e da teoria social cognitiva, na perspectiva da agência humana. Métodos: foi empregada a pesquisa qualitativa, com entrevistas em profundidade, com 21 empreendedores de diferentes perfis. As falas foram interpretadas pela análise de conteúdo e confrontadas com as teorias. Resultados: os resultados evidenciam que as ações desenvolvidas pelos entrevistados no decorrer da criação e desenvolvimento do negócio estão alinhadas às características empreendedoras conforme a literatura, sem distinção de gênero, idade ou tempo de atuação. Esses indivíduos expressam suas crenças em comportamentos de autoeficácia, otimismo, esperança, resiliência, intencionalidade, antecipação, autorreatividade e autorreflexão como mecanismos de enfrentamento de desafios e aproveitamento de oportunidades. Conclusões: esses achados indicam que as forças psicológicas atuam como elementos fundamentais e de extrema importância para o sucesso do empreendedor, tendo que ser compreendidas no âmbito teórico e gerencial como um elemento de relevância às pesquisas.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Lima, L. G. de, Nassif, V. M. J., & Garçon, M. M. (2020). O Poder do Capital Psicológico: A Força das Crenças no Comportamento Empreendedor. Revista De Administração Contemporânea, 24(4), 317-334. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2020180226
Seção
Artigos