Os Vínculos Organizacionais na Percepção de Gestores: Comprometimento, Entrincheiramento e Consentimento



Artigo principal Conteúdo

Gean Carlos Tomazzoni
Vânia Medianeira Flores Costa
Claudia Simone Antonello
Maria Beatriz Rodrigues

Resumo

Objetivo: o objetivo deste estudo foi analisar a percepção sobre os vínculos de comprometimento, entrincheiramento e consentimento do trabalhador com a organização, explorando seus fatores distintivos e seus significados para gestores. Método: a pesquisa de abordagem qualitativa foi realizada com gestores de em presas do setor varejista, localizadas em shopping centers. Os dados foram coletados por meio da realização de dez entrevistas semiestruturadas e analisados com base na técnica de análise de conteúdo. Resultados: este trabalho empírico aponta que as percepções dos gestores não só sustentam a delimitação conceitual dos modelos de comprometimento à sua base afetiva, mas também revelaram a saliência diferencial de outros vínculos organizacionais, como o entrincheiramento e o consentimento. Os dados reforçam que os vínculos apresentam noções diferentes, que se operacionalizam em atitudes também distintas do indivíduo no trabalho. Conclusão: esses achados permitem compreender os possíveis influenciadores contextuais sobre o gerenciamento dos diferentes vínculos organizacionais, bem como seus resultados e impactos no desempenho do indivíduo no trabalho.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Tomazzoni, G. C., Costa, V. M. F., Antonello, C. S., & Rodrigues, M. B. (2020). Os Vínculos Organizacionais na Percepção de Gestores: Comprometimento, Entrincheiramento e Consentimento. Revista De Administração Contemporânea, 24(3), 245-258. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2020190119
Seção
Artigos