Incentivos para Internacionalização são Adequados? Percepção dos Pesquisadores em Administração da Informação



Artigo principal Conteúdo

Eduardo H. Diniz
Henrique Pontes Gonçalves de Oliveira
José Eduardo Ricciardi Favaretto
Débora Richter Brólio

Resumo

A internacionalização está se tornando cada vez mais importante para a academia brasileira e para a área de Administração em particular. Para entendermos quais práticas institucionais influenciam a inserção internacional de nossos pesquisadores, analisamos 172 questionários com dados de pesquisadores de 17 estados em Programas de Pós-Graduação nas mais importantes instituições do país. Apesar da coleta concentrada num segmento específico da área de Administração, pesquisadores em Administração de Informação (ADI), os resultados obtidos ilustram o comportamento de toda a área, pois este segmento está sujeito aos mesmos programas de incentivo que seus colegas de outras sub-áreas. Para esses pesquisadores, doutorado no exterior, completo ou sanduíche, é o principal elemento que explica a possibilidade de publicação internacional. O resultado do estudo apresentado neste artigo também aponta que que os pesquisadores não têm acesso aos mecanismos de incentivo considerados mais relevantes para atingir um maior nível de internacionalização. A partir da análise dos dados, é possível notar que esses respondentes entendem que os modelos de incentivos existentes em suas instituições precisam de ajustes para melhor incluir o país no sistema global de inovação.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Diniz, E. H., Oliveira, H. P. G. de, Favaretto, J. E. R., & Brólio, D. R. (2019). Incentivos para Internacionalização são Adequados? Percepção dos Pesquisadores em Administração da Informação. Revista De Administração Contemporânea, 23(4), 520-542. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2019180232
Seção
Artigos