Relação entre estratégia de diferenciação e inovação, e sistemas de controle gerencial



Artigo principal Conteúdo

Ilse Maria Beuren
Ieda Margarete Oro

Resumo

O estudo objetiva verificar a relação da estratégia de diferenciação e inovação de produtos com o desenho dos Sistemas de Controle Gerencial, nas dimensões redes sociais, cultura orgânica inovadora e controles formais, em empresas têxteis brasileiras. A pesquisa caracteriza-se como descritiva, e foi realizada por meio de uma survey em uma amostra de 101 empresas associadas à Associação Brasileira da Indústria Têxtil. Aos gestores dessas empresas aplicou-se um questionário extraído de Chenhall, Kallunki e Silvola (2011). Para analisar as hipóteses replicadas desse estudo, aplicaram-se estatística descritiva e modelagem de equações estruturais (SEM). Os resultados apresentam evidências consistentes das conexões entre estratégia de diferenciação e inovação de produtos e desenho dos SCG, cuja relação é confirmada pelo uso dos controles formais e pela inovação de produtos. No entanto, não se confirma que empresas que adotam estratégias de diferenciação atingem níveis mais elevados de inovação de produtos. Observa-se ainda que as redes sociais favorecem a cultura orgânica inovadora, mas não reforçam a relação com inovação de produtos. Conclui-se que os resultados coadunam com os da pesquisa de Chenhall et al. (2011), exceto para a relação entre diferenciação e inovação, em que não se encontrou significância estatística.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Beuren, I. M., & Oro, I. M. (1). Relação entre estratégia de diferenciação e inovação, e sistemas de controle gerencial. Revista De Administração Contemporânea, 18(3), 285-310. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac20141394
Seção
Artigos