Rede de pesquisadores de finanças no Brasil: um mundo pequeno feito por poucos



Artigo principal Conteúdo

Wesley Mendes-da-Silva
Luciana Massaro Onusic
Ernesto Michelangelo Giglio

Resumo

O estudo do papel das redes de colaboração na produção de conhecimento é um aspecto relevante, tendo atraído a atenção de uma parcela substancial de pesquisadores e formadores de políticas públicas ao redor do mundo. Este trabalho objetiva analisar as propriedades estruturais das redes de relações entre os pesquisadores na área de Finanças no Brasil. Com base em dados pertencentes a 532 artigos, produzidos por 806 pesquisadores, entre 2003 e 2012, os principais resultados alcançados por meio de Análise de Redes Sociais sugerem que: (a) o ambiente brasileiro possui características estruturais que indicam a existência de Small Worlds; (b) uma pequena parcela (~3%) dos pesquisadores apresenta produção com regularidade; (c) quanto maior a centralidade dos pesquisadores na rede, maior a quantidade de artigos por eles publicados.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Mendes-da-Silva, W., Onusic, L. M., & Giglio, E. M. (1). Rede de pesquisadores de finanças no Brasil: um mundo pequeno feito por poucos. Revista De Administração Contemporânea, 17(6), 739-763. https://doi.org/10.1590/S1415-65552013000600007
Seção
Artigos de Pesquisa