Pesquisa Contábil: O Falso Dilema entre a Consistência Metodológica e a Relevância Prática



Artigo principal Conteúdo

Alexsandro Broedel
Eduardo da Silva Flores

Resumo

A pesquisa acadêmica em contabilidade tem permitido que progressos sejam feitos no desenvolvimento de relatórios que visam a informar a posição patrimonial e o desempenho das organizações. Mais especificamente, no caso brasileiro pudemos acompanhar nas décadas de 70 a 90 o desenvolvimento de uma profícua produção de conhecimento alinhada às demandas informacionais dos usuários dos reportes financeiros. Exemplos são: (a) o modelo de correção monetária integral; (b) a propositura da demonstração do valor adicionado; e (c) o modelo de gestão econômica (Gecon). Todavia, se por um lado o desenvolvimento de estudos contábeis que se retroalimentam da experiência prática tem sido algo usual no histórico dos pesquisadores e produtores de conhecimento em contabilidade no Brasil, nos parece que essa trilha está fora do gosto contemporâneo. Parece que temos nos entretido muito mais com a busca pela consistência do método do que com a análise da relevância do objeto pesquisado. Ou até mesmo vivido uma crise de identidade que nos afasta da produção central do conhecimento em contabilidade com um olhar sobre a prática profissional. Como se existisse um dilema entre a qualidade prática dos trabalhos e a sua consistência conceitual e metodológica.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Broedel, A., & Flores, E. da S. (2021). Pesquisa Contábil: O Falso Dilema entre a Consistência Metodológica e a Relevância Prática. Revista De Administração Contemporânea, 25(6), e210119. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2021210119.en
Seção
Cartas Executivas

Referências

Barth, M. E. (2015). Financial accounting research, practice, and financial accountability. ABACUS, 51(4), 499 – 510. https://doi.org/10.1111/abac.12057