Escala de Motivação Académica: Validação no Ensino Superior Público Português



Artigo principal Conteúdo

Marco Ferreira Ribeiro
Vasco Saraiva
Paulo Pereira
Célia Ribeiro

Resumo

Esta investigação teve como objetivo o estudo das propriedades psicométricas e posterior validação da Escala de Motivação Académica proposta por Guimarães e Bzuneck (2008), em Portugal, através da utilização de duas amostras, a Amostra A constituída por 568 estudantes do ensino superior público e a Amostra B constituída por 589 estudantes igualmente do ensino superior publico, com uma abrangência nacional. Para tratamento dos dados foram utilizados os softwares SPSS 25 e AMOS 25. Foram conduzidas duas análises fatoriais confirmatórias em cada amostra e uma análise de grupos múltiplos, sendo que os resultados apontaram para a validade da escala reespecificada na avaliação da motivação no ensino superior e sua robustez, com destaque para correlações elevadas entre as dimensões Motivação Extrínseca por Regulação Integrada e Motivação Intrínseca, Motivação Extrínseca, por Regulação Integrada e Motivação Extrínseca por Regulação Introjetada e por Motivação Extrínseca por Regulação Externa e Desmotivação. Por outro lado, verificou-se que o modelo de escala proposto é invariante.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Ribeiro, M. F., Saraiva, V., Pereira, P., & Ribeiro, C. (2019). Escala de Motivação Académica: Validação no Ensino Superior Público Português. Revista De Administração Contemporânea, 23(3), 288-310. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2019180190
Seção
Artigos