As dimensões múltiplas do comprometimento organizacional: um estudo na ECT/MG



Artigo principal Conteúdo

Mariana Lima Bandeira
Antônio Luiz Marques
Ricardo Teixeira Veiga

Resumo

A inserção do movimento das pesquisas de comprometimento organizacional em uma linha mais abrangente, salientando a nova tendência norte-americana de pesquisar os múltiplos comprometimentos no ambiente de trabalho, constitui uma contribuição importante para trabalhos que abordam o tema num contexto globalizado e dinâmico. Observa-se, especialmente no setor de serviços, a associação da qualidade à demanda por pessoas qualificadas e comprometidas com o trabalho da empresa, de modo que se garanta a satisfação do consumidor em suas necessidades e, conseqüentemente, vantagem competitiva de mercado. Mediante as políticas de recursos humanos, as organizações procuram influenciar, de certa forma, o envolvimento de seus empregados com as metas organizacionais, sendo que esse vínculo pode assumir facetas múltiplas. Daí irrompe este questionamento: até que ponto é possível conseguir esse comprometimento, levando-se em consideração que a empresa estudada pertence ao setor público, mais precisamente a Empresa de Correios e Telégrafos - ECT. O presente trabalho pretendeu responder a essa questão central, conduzindo a pesquisa por meio do modelo de três dimensões de Meyer e Allen (1984, 1991, 1997) e do estabelecimento de padrões diversificados de comprometimento organizacional.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Bandeira, M. L., Marques, A. L., & Veiga, R. T. (1). As dimensões múltiplas do comprometimento organizacional: um estudo na ECT/MG. Revista De Administração Contemporânea, 4(2), 133-157. https://doi.org/10.1590/S1415-65552000000200008
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Mariana Lima Bandeira, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Administração pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora Assistente do Curso de Administração da UniverCidade, com interesse em pesquisa na área de comportamento organizacional.

Antônio Luiz Marques, Aston University

Ph.D. em Administração de Recursos Humanos e Organizações pela Aston University, UK. Chefe do Departamento de Ciências Administrativas e Professor Adjunto do Centro de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal de Minas Gerais. Suas áreas de interesse em pesquisa são comportamento organizacional, pesquisa mercadológica, competitividade e comportamento do consumidor, tecnologias de gestão. 

Ricardo Teixeira Veiga, Universidade Federal de Minas Gerais

Mestre em Marketing e Administração Estratégica e Doutorando em Administração na Universidade Federal de Minas Gerais. Professor Assistente do Departamento de Ciências Administrativas da Universidade Federal de Minas Gerais. Suas áreas de interesse em pesquisa são marketing, validação de escalas e setor de serviços.