Expectativas racionais e eficiência informacional: análise do mercado acionário brasileiro no período 1997-1999



Artigo principal Conteúdo

Fernanda F. Cordeiro Perobelli
Fernando S. Perobelli
Marcelo Aarestrup Arbex

Resumo

O objetivo do artigo é testar a eficiência do mercado acionário brasileiro em relação à condução de política monetária. No período compreendido entre a crise asiática e a flexibilização do câmbio, os agentes souberam avaliar corretamente as informações disponíveis e formar expectativas acerca da conduta do Governo, mesmo em momentos de crise, para a manutenção da política de regras vigente. O referencial teórico baseia-se na literatura de expectativas racionais e em suas relações com o conceito de eficiência informacional dos mercados. Como proxy do comportamento do mercado brasileiro foi utilizado o índice da Bolsa de Valores de São Paulo (IBOVESPA), cuja variação pode ser entendida como a taxa de retorno neste mercado. Para a avaliação do comportamento dos retornos foi utilizado o teste de postos de Wilcoxon, a partir do qual foi possível inferir que o mercado de capitais brasileiro se mostrou eficiente em relação à condução de política econômica num cenário de regras.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Perobelli, F. F. C., Perobelli, F. S., & Arbex, M. A. (1). Expectativas racionais e eficiência informacional: análise do mercado acionário brasileiro no período 1997-1999. Revista De Administração Contemporânea, 4(2), 7-27. https://doi.org/10.1590/S1415-65552000000200002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Fernanda F. Cordeiro Perobelli, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro

Mestre em Administração pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, com interesse em pesquisa na área de finanças. 

Fernando S. Perobelli, Universidade de São Paulo

Doutorando no Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo. Professor da Faculdade de Economia e Administração da Universidade Federal de Juiz de Fora. Sua área de interesse em pesquisa é desenvolvimento econômico. 

Marcelo Aarestrup Arbex, Universidade Federal de Viçosa

Mestre em Economia Rural pela Universidade Federal de Viçosa. Professor do Departamento de Economia da Universidade Federal de Viçosa. Suas áreas de interesse em pesquisa são macroeconomia, economia monetária e fiscal.