Os conflitos entre a prática gerencial e as relações em família: uma Abordagem complexa e multidimensional



Artigo principal Conteúdo

Anielson Barbosa da Silva
Carlos Ricardo Rossetto

Resumo

O artigo tem como objetivo compreender os significados da vivência de conflitos entre a prática gerencial e as relações em família. O estudo foi embasado epistemologicamente nos pressupostos do paradigma interpretativo, utilizou uma abordagem qualitativa e foi realizado com gerentes que atuam no Banco do Brasil. O conflito entre a prática gerencial e as relações em família está vinculado ao tempo dedicado ao exercício de papéis no trabalho e na família, à incompatibilidade de interesses e às divergências de percepção e de visão entre os agentes envolvidos. A pesquisa revelou a existência de fatores que geram conflito na prática gerencial e nas relações em família. A percepção dos gerentes é que os conflitos nas relações em família os afetaram emocionalmente e isso interfere no desempenho da prática gerencial. Abordar o tema numa perspectiva complexa e multidimensional é uma forma de reconhecer a existência de conexões espaciais, temporais e comportamentais e essa constatação pode auxiliar a compreender a experiência vivida de gerentes de forma singular e multifacetada. Estudos adicionais devem considerar os vínculos entre o gênero, a personalidade, o contexto, o tipo de trabalho e o estágio na carreira. Espera-se que o tema amplie o foco de análise do conflito e auxilie na compreensão da teoria e da prática organizacional.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Silva, A. B. da, & Rossetto, C. R. (1). Os conflitos entre a prática gerencial e as relações em família: uma Abordagem complexa e multidimensional. Revista De Administração Contemporânea, 14(1), 40-60. https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000100004
Seção
Artigos