Rentabilidade e eficiência no setor bancário brasileiro



Artigo principal Conteúdo

Paulo Sergio Ceretta
Carlos Alberto Pittaluga Niederauer

Resumo

As transformações na economia internacional vêm atingindo em grande escala o setor bancário brasileiro. Para verificar o nível de competição no setor, e para investigar o desempenho comparativo entre os bancos brasileiros, aplicou-se o método da análise por envoltória de dados. Foram utilizados dados sobre o montante de capital dos proprietários, capital de terceiros, receita total e resultado do semestre de 144 instituições bancárias do país. Os bancos foram agrupados em três categorias: grande, médio e pequeno porte. Foi utilizada a abordagem da matriz BCG para enquadrar os diversos indicadores de eficiência operacional e de rentabilidade. Os resultados sugerem que os bancos de grande porte são os de melhor desempenho e os de pequeno porte os de pior desempenho.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Ceretta, P. S., & Niederauer, C. A. P. (1). Rentabilidade e eficiência no setor bancário brasileiro. Revista De Administração Contemporânea, 5(3), 7-26. https://doi.org/10.1590/S1415-65552001000300002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Paulo Sergio Ceretta, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutor em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina. Professor do Curso de Administração da Universidade Federal de Santa Maria. Suas áreas de interesse em pesquisa são desempenho organizacional, modelos de precificação de ativos, mercado de ações e fundos de investimentos.

Carlos Alberto Pittaluga Niederauer, Universidade Federal de Santa Catarina

Mestre e Doutorando em Engenharia de Produção na Universidade Federal de Santa Catarina. Analista em C&T do CNPq. Sua área de interesse em pesquisa é avaliação do desempenho organizacional.