Planejamento estratégico e proatividade: um estudo de caso em duas unidades regionais do Banco Central do Brasil



Artigo principal Conteúdo

Antonio Francisco de Almeida

Resumo

Este trabalho procura avaliar se o processo do planejamento estratégico no Banco Central do Brasil tem sido suficiente para tornar a organização mais proativa, usando para isso a aplicação de questionário ao corpo gerencial de duas unidades descentralizadas. O questionário já havia sido aplicado a uma das unidades, em 1995, após os desdobramentos do Encontro de Administração Estratégica, realizado em novembro de 1991. Nesta pesquisa, o questionário foi reaplicado em dezembro de 1998, desta vez em duas unidades, para avaliar os desdobramentos do Encontro Estratégico de abril de 1998, e comparar os resultados com a pesquisa de 1995. Assim, com um corte vertical no tempo (comparação das avaliações em uma mesma unidade, em dois momentos distintos), e com um corte horizontal na organização (comparação das avaliações de duas unidades no mesmo referencial temporal), pretende-se investigar a relação entre proatividade e o planejamento estratégico da instituição na perspectiva de duas unidades regionais.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Almeida, A. F. de. (1). Planejamento estratégico e proatividade: um estudo de caso em duas unidades regionais do Banco Central do Brasil. Revista De Administração Contemporânea, 4(3), 177-199. https://doi.org/10.1590/S1415-65552000000300010
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Antonio Francisco de Almeida, Universidade Federal da Bahia

Mestre em Engenharia e em Administração pela Universidade Federal da Bahia. Funcionário do Banco Central do Brasil, com interesse em pesquisa nas áreas de estratégia e finanças.