Desconstrução do mito e sucessão do fundador em empresas familiares



Artigo principal Conteúdo

Antonio Carlos Soares Pereira
Adriane Vieira
Fernando Coutinho Garcia
Maria Teresa de Azeredo Roscoe

Resumo

Mitos funcionais promovem a estruturação da empresa e dos relacionamentos interpessoais; no entanto, tornam-se disfuncionais quando dificultam o processo sucessório. O objetivo geral da pesquisa consistiu em identificar os fatores que contribuem para a desconstrução de um mito em uma empresa familiar que passa pelo processo de sucessão do fundador, e em analisar como o estágio do mito se relaciona com o desenvolvimento sistêmico da organização. O método de pesquisa utilizado foi o estudo de caso. A análise dos dados revela que os fatores que mais contribuíram para a desconstrução do mito foram: a sua recusa em abordar temas relacionados a conflitos familiares; o comportamento de centralização e autoritarismo do mito; e a não transmissão do empreendedorismo para a geração sucessora. Na dimensão propriedade, o Grupo encontra-se no estágio inicial, de proprietário controlador, mas o desejo de substituir o fundador-mito tem levado à transição para o estágio de sociedade entre irmãos; na dimensão família, o Grupo está na fase de passagem do bastão, mesmo com a resistência do fundador-mito; e, por fim, na dimensão empresa, encontra-se em expansão/formalização, apesar da existência de conflitos latentes entre os membros da família.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Pereira, A. C. S., Vieira, A., Garcia, F. C., & Roscoe, M. T. de A. (1). Desconstrução do mito e sucessão do fundador em empresas familiares. Revista De Administração Contemporânea, 17(5), 518-535. https://doi.org/10.1590/S1415-65552013000500002
Seção
Artigos