Sandálias Kenner



Artigo principal Conteúdo

Fernanda Chagas Borelli
Marcus Wilcox Hemais
Pedro Ivo Rogedo Costa Dias

Resumo

Este caso descreve a trajetória da Kenner, uma empresa tradicionalmente com foco em produto que vê seu público mudar drasticamente: de jovens de classes alta e média alta para consumidores de classes mais baixas. Por conta do excessivo cuidado com a qualidade do produto, parte da empresa não aceitava bem este novo consumidor, acreditando que seu público natural deveria ser o de alto poder aquisitivo. A partir de uma reestruturação, em meados de 2007, é criada uma área de marketing, que traz para a empresa a preocupação de conhecer um pouco mais sobre seus consumidores e suas preferências. Em meados de 2009, a imagem da marca parece ainda estar nas mãos de seu público, que a associava a bandidos, armas, drogas e violência. Era preciso retomar as rédeas, definindo seu posicionamento. Mas, antes, era necessário decidir-se quanto ao mercado-alvo. O caso instiga o leitor a analisar a situação da empresa e apresentar e avaliar alternativas de curso; com isso, permite debater conceitos de segmentação, escolha do mercado-alvo e posicionamento, bem como decisões sobre o composto de marketing.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Borelli, F. C., Hemais, M. W., & Dias, P. I. R. C. (1). Sandálias Kenner. Revista De Administração Contemporânea, 16(1), 157-171. https://doi.org/10.1590/S1415-65552012000100010
Seção
Casos de Ensino em Administração