Comprometimento, satisfação e cooperação no trabalho: evidências da primazia dos aspectos morais e das normas de reciprocidade sobre o comportamento



Artigo principal Conteúdo

Cristiano de Oliveira Maciel
Camila Camargo

Resumo

O objetivo no presente estudo é verificar as relações entre comprometimento organizacional, satisfação e cooperação no trabalho. A satisfação é posicionada como construto antecedente das dimensões do comprometimento e a cooperação como consequente comportamental desses dois construtos. O método de pesquisa adotado foi o levantamento (survey), com uso de amostragem não probabilística por conveniência. Após exame da literatura e desenvolvimento das hipóteses, foram coletados 331 questionários válidos, que foram respondidos por funcionários de 8 organizações do setor de serviços de Curitiba (PR). As hipóteses foram testadas por meio de um Modelo de Equações Estruturais, que apresentou bons índices de ajustamento e revelou que a satisfação no trabalho é preditora significativa da variação das três dimensões do comprometimento, mas com maior influência sobre as dimensões afetiva e moral. Em relação à cooperação, a satisfação não exerce influência estatisticamente significativa, mas potencia os efeitos do comprometimento moral sobre o comportamento cooperativo. As outras duas dimensões do comprometimento, afetiva e instrumental, não exercem efeitos diretos sobre a cooperação, o que destaca a primazia dos aspectos morais e das normas de reciprocidade sobre o comportamento cooperativo.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Maciel, C. de O., & Camargo, C. (1). Comprometimento, satisfação e cooperação no trabalho: evidências da primazia dos aspectos morais e das normas de reciprocidade sobre o comportamento. Revista De Administração Contemporânea, 15(3), 433-453. https://doi.org/10.1590/S1415-65552011000300005
Seção
Artigos