Indicadores de qualidade na administração municipal: um estudo exploratório na prefeitura da cidade de Recife



Artigo principal Conteúdo

Marcelo Milano Falcão Vieira
Sônia Maria Rodrigues Calado
Diogo Gonçalves Veras de Morais
Stella Maria Medeiros de Araújo
Fernando Pontual de Souza Leão

Resumo

Neste artigo discute-se como analisar práticas de administração da qualidade em organizações públicas. Argumenta-se que esta é uma questão complexa, uma vez que existem poucos elementos objetivos que permitam definições e medidas concretas. Entretanto, se qualidade está, em última análise, relacionada com a percepção de algo bom, salienta-se que a percepção de grupos organizacionais em relação a práticas de qualidade pode oferecer elementos úteis para o entendimento da questão. Através de um estudo teórico-empírico, procura-se identificar os elementos significativos da definição de qualidade para a administração direta da cidade de Recife (PE) na gestão 1997-2000, bem como analisar a lógica e a consistência em que se fundamentam. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas e análise documental e analisados de forma descritivo-interpretativa. Os resultados apontam para uma série de indicadores de qualidade, agrupados em três dimensões: estrutural, recursos humanos e política. Conclui-se com sugestões para a introdução de programas de qualidade e para a avaliação do desempenho da administração municipal.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Vieira, M. M. F., Calado, S. M. R., Morais, D. G. V. de, Araújo, S. M. M. de, & Leão, F. P. de S. (1). Indicadores de qualidade na administração municipal: um estudo exploratório na prefeitura da cidade de Recife. Revista De Administração Contemporânea, 4(1), 69-91. https://doi.org/10.1590/S1415-65552000000100005
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Marcelo Milano Falcão Vieira, University of Edinburgh

Administração pela University of Edinburgh, Escócia. Professor Adjunto do Departamento de Ciências Administrativas e do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Pernambuco. Suas áreas de interesse em pesquisa são influência do ambiente institucional e do poder na estruturação das organizações, qualidade e desempenho de organizações públicas e não-governamentais.

Sônia Maria Rodrigues Calado, Georgia State University

Ph.D. em Comportamento Organizacional pela Georgia State University, USA. Professora Adjunta do Departamento de Ciências Administrativas e do Programa de Pós-Graduação em Administração da Universidade Federal de Pernambuco. Suas áreas de interesse em pesquisa são comportamento organizacional, recursos humanos, particularmente as questões de feedback de pares, motivação, mudança.

Diogo Gonçalves Veras de Morais, Universidade Federal de Pernambuco

Graduando em Administração na Universidade Federal de Pernambuco. Bolsista de Iniciação Científica do CNPq, com interesse em pesquisa nas áreas de qualidade na administração municipal e em políticas públicas, finanças corporativas.

Stella Maria Medeiros de Araújo, Universidade Federal de Pernambuco

Graduanda em Administração na Universidade Federal de Pernambuco. Gerente Trainee do Programa de MBA-Executivo do Departamento de Ciências Administrativas da Universidade Federal de Pernambuco. Sua área de interesse em pesquisa é organizações, com ênfase em comportamento organizacional. 

Fernando Pontual de Souza Leão, Universidade Federal de Pernambuco

Graduando em Administração na Universidade Federal de Pernambuco. Bolsista de Iniciação Científica do CNPq, com interesse em pesquisa nas áreas de qualidade na administração municipal e em políticas públicas, cultura local e cultura organizacional.