Doutores em ciências contábeis: análise sob a óptica da teoria do capital humano



Artigo principal Conteúdo

Jacqueline Veneroso Alves da Cunha
Edgard Bruno Cornachione Junior
Gilberto de Andrade Martins

Resumo

Os pressupostos da teoria do capital humano estabelecem que as pessoas se educam e que o principal efeito da educação é a mudança que ela provoca nas habilidades e conhecimentos de quem estuda. A consequência prevista é uma melhora no nível de renda, na qualidade de vida e nas oportunidades profissionais e sociais. Tendo por base esse arcabouço teórico, o propósito desta pesquisa foi identificar e analisar as avaliações e percepções dos doutores em Ciências Contábeis, titulados pela FEA/USP, sobre as influências do doutorado nos seus desenvolvimentos e nas suas responsabilidades sociais. Os achados da pesquisa confirmaram as expectativas, explicações e previsões da teoria. Na percepção dos egressos, os 19 fatores possíveis de serem alterados que lhes foram apresentados, foram substancialmente influenciados com a titulação. Os resultados evidenciam que o Doutorado em Ciências Contábeis tem encontrado sua principal clientela entre homens casados que desenvolvem suas atividades no mercado. Titulam-se, em média, aos 42 anos e, ao ingressarem, buscavam seguir ou aprimorar a carreira de pesquisador, além da obtenção de melhor nível de renda. E, nesse último ponto, alcançaram pleno êxito. Os efeitos da titulação sobre os rendimentos são bastante acentuados.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Cunha, J. V. A. da, Cornachione Junior, E. B., & Martins, G. de A. (1). Doutores em ciências contábeis: análise sob a óptica da teoria do capital humano. Revista De Administração Contemporânea, 14(3), 532-557. https://doi.org/10.1590/S1415-65552010000300009
Seção
Artigos