A externalização de atividades: fundamentos e experiências no setor de autopeças gaúcho

Ivan Antônio Pinheiro

Resumo

Inicialmente, este trabalho identifica, na literatura, as principais vertentes do pensamento teórico que fundamentam as decisões de subcontratação e terceirização para, logo a seguir, a partir de elementos de uma pesquisa em andamento no Rio Grande do Sul, verificar em que medida as experiências vêm confirmando as proposições téoricas. Além dos dados da pesquisa, o trabalho utiliza matérias publicadas em revistas de negócios e periódicos de cunho acadêmico. O autor defende o argumento de que admitir a subcontração e a terceirização como uma tendência a ser seguida por (quase) todas as empresas, independentemente do porte e/ou setor por exemplo, é precipitada, pois há circunstâncias em que a subcontratação pode aumentar os custos da empresa, comprometer a qualidade, trazer incerteza aos prazos de desenvolvimento e entrega, e expor a sua tecnologia, entre outras características relacionadas à sua competitividade.

Palavras-chave

terceirização; subcontratação; tecnologia; competitividade; indústria automotiva

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';