Testes paramétricos e não-paramétricos de reversão para a média da rendibilidade de índices do mercado accionista



Artigo principal Conteúdo

Nelson Manuel de P. B. da Costa Areal
Manuel José da Rocha Armada

Resumo

Recentemente vários estudos empíricos têm questionado a hipótese de a rendibilidade das acções seguir um percurso aleatório, apresentando um comportamento de reversão/aversão para a média. O presente trabalho de investigação utiliza rendibilidades nominais, reais e em excesso a uma rendibilidade isenta de risco, de vários índices (na sua maioria, criados especificamente para a realização deste estudo), calculadas para vários horizontes temporais de médio e longo prazo, sendo um estudo pioneiro no mercado português de capitais. Foi utilizada a metodologia da regressão pelo método dos mínimos quadrados. A significância estatística foi aferida pela utilização de testes de significância estatística paramétricos e não-paramétricos. A utilização de testes não-paramétricos dispensa a verificação da hipótese de normalidade, sendo eficiente mesmo na presença de autocorrelação e heteroscedasticidade não condicional, apresentando ainda a vantagem de não ser necessário confiar em correcções que apenas têm validade assimptótica, o que constitui grande vantagem devido ao limitado número de observações destes estudos. Detectamos a existência de comportamentos de reversão para a média e de aversão à média das rendibilidades das acções, resultados estes que não colocam, necessariamente, em causa a hipótese de eficiência do mercado accionista.

Detalhes do artigo

Como Citar
Areal, N. M. de P. B. da C., & Armada, M. J. da R. (1). Testes paramétricos e não-paramétricos de reversão para a média da rendibilidade de índices do mercado accionista. Revista De Administração Contemporânea, 3(2), 7-28. https://doi.org/10.1590/S1415-65551999000200002
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Nelson Manuel de P. B. da Costa Areal, Universidade do Minho

Mestre em Administração de Empresas pela Universidade do Minho, Portugal, e Doutorando em Finanças na Lancaster University, UK. Sua área de interesse em pesquisa é eficiência dos mercados de capitais.

Manuel José da Rocha Armada, Manchester Business School

Doutor pela Manchester Business School, UK. Professor Associado da Escola de Economia e Gestão da Universidade do Minho, Portugal, além de responsável pela área de Finanças Empresariais do Mestrado em Gestão de Empresas. Suas áreas de interesse em pesquisa são gestão de carteiras de investimentos em geral, e avaliação de gestores de investimentos, em particular.