Descentralização em unidades de negócio: o caso de uma empresa do setor financeiro



Artigo principal Conteúdo

Lúcia Barbosa de Oliveira
Marcos Gonçalves Ávila

Resumo

O objetivo deste trabalho é apresentar e discutir o caso de uma empresa privada nacional que, recentemente, se reestruturou em unidades de negócio. Como perguntas básicas de pesquisa, buscamos entender os fatores motivadores da decisão de reestruturação, os desafios e dificuldades que a empresa vem encontrando na implementação do modelo e as características básicas do sistema de controle gerencial que vem sendo aplicado para monitorar e avaliar o desempenho das unidades de negócio. Os resultados indicam que o impacto da descentralização em unidades de negócio parece ter sido positivo para a empresa, no sentido de atender aos objetivos estratégicos de aumento da base de clientes e de melhor atendimento de suas necessidades, além da manutenção da rentabilidade da empresa a curto prazo. A alta administração da empresa sabe que ainda tem muitos desafios que superar, mas acredita que conta com a estrutura certa para consolidar suas estratégias e concorrer satisfatoriamente num mercado mais competitivo, complexo e dinâmico.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Oliveira, L. B. de, & Ávila, M. G. (1). Descentralização em unidades de negócio: o caso de uma empresa do setor financeiro. Revista De Administração Contemporânea, 3(1), 127-146. https://doi.org/10.1590/S1415-65551999000100008
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Lúcia Barbosa de Oliveira, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Mestre em Administração pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Doutoranda na Graduate School of Business Administration, University of Colorado, USA. Sua área de interesse em pesquisa é comportamento do consumidor. 

Marcos Gonçalves Ávila, New York University

Ph.D. em Administração pela New York University, USA. Professor Adjunto do Instituto de Pós-Graduação e Pesquisa em Administração da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Suas áreas de interesse em pesquisa são sistemas de controle gerencial, processos de descentralização organizacional, julgamento e tomada de decisão.