Estratégias competitivas na área da saúde no Brasil: um estudo exploratório



Artigo principal Conteúdo

Moisés Ari Zilber
Luiz Carlos Lazarini

Resumo

Este estudo, de caráter exploratório, visou avaliar as estratégias utilizadas pelas operadoras do setor de planos de saúde. Foi desenvolvido por meio de pesquisa de campo quantitativa, fundamentada na aplicação de questionário estruturado, utilizando-se uma escala do tipo Likert. Com base em amostra probabilística no segmento de planos de saúde para pessoas físicas residentes no município de São Paulo, procurou-se identificar dentre o conjunto de vantagens competitivas, citadas no referencial teórico, quais são as que mais influenciam os usuários no momento de escolha da marca do plano de Saúde. Da aplicação de técnicas estatísticas descritiva e multivariada resultou que Agilidade, Atendimento, Marca, Pioneirismo e Porte foram os fatores mais importantes. O artigo apresenta uma pesquisa bibliográfica sobre estratégia, vantagem competitiva, fontes de vantagem competitiva e aspectos de sua sustentabilidade; metodologia; resultados e limitações e recomendações para estudos futuros. Tendo em vista as mudanças ocorridas neste setor após a nova legislação, as quais têm exigido grande esforço por partes da empresas operadoras para se adaptar ao novo cenário competitivo, o presente estudo levanta questões estratégicas importantes para serem consideradas no futuro.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Zilber, M. A., & Lazarini, L. C. (1). Estratégias competitivas na área da saúde no Brasil: um estudo exploratório. Revista De Administração Contemporânea, 12(1), 131-154. https://doi.org/10.1590/S1415-65552008000100007
Seção
Artigos