Relação entre barreiras de entrada e o retorno empresarial no mercado brasileiro a partir de dados das demonstrações contábeis

Luiz Cláudio Louzada, Flávia Zóboli Dalmácio, Dimitri Pinheiro de Sant'Anna, Aridelmo José Campanharo Teixeira

Resumo

O artigo busca relacionar fatores da teoria da estratégia do posicionamento a parâmetros das demonstrações contábeis, mais especificamente utiliza-se de medidas contábeis para verificar, de forma geral, a aderência da teoria da estratégia do posicionamento no mercado brasileiro, por meio da relação entre a variável tamanho (proxy para Barreira de Entrada) e o retorno da unidade empresarial. Na pesquisa bibliográfica, a preocupação foi relacionar os conceitos existentes na teoria contábil com os conceitos de estratégia competitiva da escola do posicionamento. Por conseguinte, aplicou-se um teste empírico, utilizando inferências estatísticas entre duas médias para verificar a existência de relação positiva entre as variáveis tamanho (Barreiras de Entrada) e o retorno das unidades empresariais no mercado brasileiro, a partir de informações contábeis. Os resultados dos testes demonstram que os retornos das empresas de maior tamanho são superiores aos das empresas menores no mercado brasileiro. Esse resultado insere indicativos da relevância da informação contábil, quando relacionada com a estratégia competitiva da escola do posicionamento.

Palavras-chave

teoria estratégica do posicionamento; barreiras de entrada; retorno empresarial; demonstrações contábeis; mercado brasileiro

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';