Um estudo exploratório sobre a homogeneidade do crescimento das empresas brasileiras no período 1995 - 2003

Edson Ferreira de Oliveira

Resumo

O ponto central do trabalho é a mensuração do grau de homogeneidade do crescimento das empresas brasileiras na última década, correspondente ao período de janeiro/1995 a dezembro/2003. A mensuração é realizada com base em modelo matemático-estatístico que liga a teoria dos agrupamentos às correlações entre as rentabilidades operacionais das empresas brasileiras componentes de diversos setores de atividade econômica. As empresas não-financeiras escolhidas para a análise procuram representar, por sua diversidade, a economia brasileira no período, apesar das restrições naturais de coleta de dados apresentadas por sistemas de informação consolidada. Do ponto de vista do modelo adotado, os resultados obtidos revelaram baixa homogeneidade do crescimento das empresas brasileiras no período utilizado como referência, sugerindo que o crescimento da economia brasileira é um fenômeno que se vem manifestando nos últimos anos de forma heterogênea, possivelmente associado aos desequilíbrios regionais de um país de dimensões continentais.

Palavras-chave

medidas; modelo; homogeneidade; agrupamento

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.
';