Pobres no ter, ricos no ser: trabalho voluntário e motivação na Pastoral da Criança



Artigo principal Conteúdo

Virgínia Donizete de Carvalho
Washington José de Souza

Resumo

É objetivo deste estudo descrever os componentes da motivação no trabalho voluntário de lideres comunitários da Pastoral da Criança atuantes em Natal, RN, tomando como referência a Teoria da Expectância de Vroom (1964). Foi realizado, inicialmente, um mapeamento do perfil sociodemográfico dos voluntários e, a partir das informações obtidas, selecionaram-se nove respondentes para entrevistas concernentes aos conteúdos de valências, expectativas e instrumentalidades atribuídas aos resultados do trabalho. A força motivacional pode ser considerada mediana, porque, embora as valências e expectativas identificadas tenham sido expressivas, a instrumentalidade foi baixa em alguns aspectos. Importa registrar o desafio epistemológico enfrentado, por se tratar de estudo do comportamento humano em uma organização voluntária, tendo como referência literatura fundamentada na compreensão do trabalho com fins econômicos, o que exigiu a transposição dos conceitos para uma realidade em que o trabalho apresenta outra conotação. Por fim, sendo o Modelo da Expectância uma teoria de processo, os resultados indicados retratam uma configuração momentânea, o que exige acompanhamento contínuo com vistas a incorporar possíveis (re)arranjos circunstanciais.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Carvalho, V. D. de, & Souza, W. J. de. (1). Pobres no ter, ricos no ser: trabalho voluntário e motivação na Pastoral da Criança. Revista De Administração Contemporânea, 11(2), 113-134. https://doi.org/10.1590/S1415-65552007000200007
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Virgínia Donizete de Carvalho, Universidade Federal do Rio Grande do Norte

Doutorando em Psicologia Social pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Suas áreas de interesse em pesquisa são comportamento humano no trabalho e Terceiro Setor

Washington José de Souza, Universidade Federal do Rio Grande do Norte Departamento de Ciências Administrativas

Doutor em Educação pela Universidade Federal do Ceará (UFC). Professor do Departamento de Ciências Administrativas (DEPAD) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). Suas áreas de interesse em são responsabilidade social corporativa, Terceiro Setor, qualidade de vida no trabalho e trabalho voluntário