Réplica: ampliando questionamentos sobre crítica em administração



Artigo principal Conteúdo

Alexandre Faria

Resumo

Convidado a debater o texto de Misoczky e Amantino-de-Andrade, acabei redigindo um texto mais longo do que uma simples réplica por ter sentido necessidade de contextualizar os estudos críticos em administração (Critical Management Studies - CMS) para desenvolver de forma mais completa minhas reflexões. Contando com a generosidade e orientação do editor, este texto está dividido em cinco partes. Na primeira, tento mostrar que o texto das autoras faz parte de importante reação cultural no contexto da globalização iniciado nos anos 1990 no Brasil; na segunda, me concentro na crítica a crítica da crítica feita pelas autoras; na terceira, tento entender a emergência da crítica na academia angloamericana no contexto da globalização com o propósito de realçar questões subjacentes ao texto das autoras; na quarta, apresento um entendimento do contexto em que emergiu o tipo de crítica que é criticada pelas autoras; na última seção, apresento os principais pontos de 'fechamento' da réplica.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Faria, A. (1). Réplica: ampliando questionamentos sobre crítica em administração. Revista De Administração Contemporânea, 9(1), 221-236. https://doi.org/10.1590/S1415-65552005000100012
Seção
Documentos e Debates
Biografia do Autor

Alexandre Faria, University of Warwick

Ph.D. em Administração pela University of Warwick (Inglaterra) e Mestre em Administração pela COPPEAD/FRJ. Professor-adjunto da EBAPE da Fundação Getúlio Vargas (FGV). Pesquisador do CNPq e coordenador do Grupo de Estudos em Estratégia e Marketing (GEEM) da EBAPE/FGV. Suas áreas de interesse em pesquisa são: estratégia, marketing e estratégia de marketing.