Alteridade, expatriação e trabalho: implicações para a gestão organizacional



Artigo principal Conteúdo

Hilka Vier Machado
Cláudio Aurélio Hernandes

Resumo

A alteridade consiste na relação do indivíduo com o outro. É por meio dessa troca que cada um constrói ou reconstrói sua identidade. Por outro lado, situações de expatriação requerem redefinição das identidades, tanto no plano individual quanto no social. Tendo em vista esses aspectos, este estudo qualitativo e exploratório foi realizado sob a forma de estudos de casos, junto a nove pessoas que saíram de seus países de origem para trabalhar em outro país. O objetivo do estudo é investigar o processo de alteridade em expatriados e as suas implicações nas situações de trabalho. Os dados foram coletados por meio de entrevistas semi-estruturadas, gravadas e transcritas. O conteúdo foi analisado com apoio do software Nvivus e as seguintes categorias foram extraídas dos discursos: vida de expatriado, vida de repatriado e situações de trabalho. Finalmente, com base nos resultados encontrados, discute-se implicações do estudo nas organizações e na gestão organizacional.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Machado, H. V., & Hernandes, C. A. (1). Alteridade, expatriação e trabalho: implicações para a gestão organizacional. Revista De Administração Contemporânea, 8(3), 53-73. https://doi.org/10.1590/S1415-65552004000300004
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Hilka Vier Machado, Universidade Federal de Santa Catarina

Doutora em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora do Programa de Mestrado em Administração da Universidade Estadual de Maringá (UEM) e Universidade Estadual de Londrina (UEL). Suas áreas de interesse em pesquisa são expatriação, identidade e empreendedorismo.

Cláudio Aurélio Hernandes, Universidade Federal do Paraná

Mestrando em Administração pela Universidade Federal do Paraná (UFPR) e Graduado em Administração pela Universidade Estadual de Maringá (UEM). Suas áreas de interesse em pesquisa são expatriação e alteridade.