Características do processo decisório na cooperação empresa-universidade



Artigo principal Conteúdo

Geciane Silveira Porto

Resumo

Esta pesquisa teve por objetivo discutir o comportamento do decisor e as características da decisão de desenvolvimento tecnológico por meio da cooperação empresa - universidade. Com este propósito o artigo apresenta o referencial teórico a partir do qual foram definidas 4 hipóteses que foram testadas, por meio de pesquisa empírica, que foi realizada junto a 128 empresas intensivas em tecnologia, utilizando-se testes de diferença de médias e análise fatorial. Foram pesquisadas, tanto as 69 empresas intensivas em tecnologia que decidiram favoravelmente à cooperação quanto as 59 empresas que optaram em não cooperar com a universidade como mecanismo de alcançar o seu desenvolvimento tecnológico. Os resultados são expostos e discutidos em três tópicos: a) decisão de cooperação; b) a estrutura de decisão; e c) as incertezas do processo decisório. A penúltima seção contém as considerações finais.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Porto, G. S. (1). Características do processo decisório na cooperação empresa-universidade. Revista De Administração Contemporânea, 8(3), 29-52. https://doi.org/10.1590/S1415-65552004000300003
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Geciane Silveira Porto, Universidade de São Paulo

Doutora em Administração de Empresas pela Faculdade de Administração, Economia e Contabilidade (FEA) da Universidade de São Paulo (USP), Mestre em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e Graduada em Administração pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Professora Doutora do Departamento de Administração da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FEA-RP/USP), atuando na área de Gestão da Inovação e Administração Geral. Pesquisadora associada ao projeto temático da FAPESP - GICEG,Coordenadora de Sub-projetos de pesquisa FINEP e projetos do CNPQ. Diretora Presidente da FIPASE - Fundação Instituto Polo Avançado da Saúde de Ribeirão Preto. Suas áreas de interesse em pesquisa são Gestão da Inovação, Cooperação Tecnológica Universidade-Empresa e incubadoras de base tecnológica.