A formação acadêmica e a ciência: ampliando o debate sobre o mestrado profissional



Artigo principal Conteúdo

Peter Spink

Resumo

O professor Pedro Lincoln Mattos (Mattos, 1997) defende bem seu argumento de que tanto as boas dissertações acadêmicas como as boas dissertações de mestrado profissional cabem no conceito de pós-graduação stricto sensu. Se a ciência é "um discurso crítico, movido pela fé na possibilidade humana do acerto", e suas condições são a clareza do objeto do discurso, sua consistência, transparência e abertura de método, "para que outros possam também percorrer tal caminho e discuti-lo", segue que não é o que alguém é ou onde está que define a atividade, mas sim a sinceridade em assumi-la enquanto proposta intersubjetiva de ação numa comunidade moral (Selznick, 1992).

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Spink, P. (1). A formação acadêmica e a ciência: ampliando o debate sobre o mestrado profissional. Revista De Administração Contemporânea, 1(3), 163-169. https://doi.org/10.1590/S1415-65551997000300009
Seção
Documentos e Debates
Biografia do Autor

Peter Spink, Universidade de Londres

Doutor em Psicologia Organizacional e Mestre em Psicologia pela Universidade de Londres, UK. Co-Diretor do Programa de Gestão Pública e Cidadania e Professor Titular da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas. Suas áreas de interesse em pesquisa são análise organizacional e Governo, reforma do Estado e políticas públicas (reforma administrativa), administração municipal e Governo local (inovações na gestão local).