Gerenciamento de lucros: que pensam administradores, contadores e outros profissionais de empresas no Brasil?



Artigo principal Conteúdo

Moacir Sancovschi
Felipe Faissol Janot de Matos

Resumo

Este trabalho documenta e avalia os julgamentos de uma amostra de profissionais envolvidos com a administração de empresas no Brasil sobre gerenciamento de lucros, e os compara com os julgamentos de administradores, contadores e demais profissionais de empresas sediadas nos Estados Unidos. Um dos resultados mais importantes desse estudo é a constatação de que os entrevistados, em geral, consideraram eticamente aceitáveis as decisões operacionais tomadas para gerenciar lucros, e expressaram algumas reservas, mas não condenaram a adoção de práticas contábeis para cumprir a mesma finalidade. Outra constatação importante foi a de que os profissionais entrevistados nos Estados Unidos, quando comparados com os entrevistados no Brasil, discriminaram com maior clareza essas duas maneiras de gerenciar lucros. Sugeriu-se que esses resultados podem ser explicados pelos efeitos conjuntos (1) do uso generalizado de sistemas de controle financeiro nas empresas; (2) das características das normas que regem o funcionamento do mercado de capitais no Brasil e nos Estados Unidos; e (3) dos modos de governança corporativa das empresas que empregam os entrevistados. Este trabalho se encerra com algumas considerações críticas sobre duas propostas apresentadas para o controle do gerenciamento de lucros.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Sancovschi, M., & Matos, F. F. J. de. (1). Gerenciamento de lucros: que pensam administradores, contadores e outros profissionais de empresas no Brasil?. Revista De Administração Contemporânea, 7(4), 141-161. https://doi.org/10.1590/S1415-65552003000400008
Seção
Artigos
Biografia do Autor

Moacir Sancovschi, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Doutor em Administração de Empresas pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professor do Departamento de Ciências Contábeis e do Programa de Mestrado em Ciências Contábeis da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Suas áreas de interesse em pesquisa são contabilidade gerencial, contabilidade de custos, controle gerencial, projeto organizacional.

Felipe Faissol Janot de Matos, Universidade Federal do Rio de Janeiro

Graduado em Engenharia Mecânica e Mestrando em Ciências Contábeis na Universidade Federal do Rio de Janeiro. Reconciliation Supervisor da American Express do Brasil, com interesse em pesquisa nas áreas de finanças, contabilidade e controle gerencial.