Editorial



Artigo principal Conteúdo

Tomás de Aquino Guimarães

Resumo

A Revista de Administração Contemporânea passa a publicar, a partir deste volume, uma série de quatro números anuais (março, junho, setembro e dezembro) e um número especial, totalizando cinco exemplares por ano. A edição especial de 2003 será lançada no primeiro semestre do ano e refere-se aos temas Organizações e Gestão de Pessoas. Esta decisão significa, de um lado, ampliação do espaço para divulgação da produção científica de autores brasileiros e estrangeiros e, de outro, o aumento da literatura disponível no campo da Administração, em benefício dos leitores da revista. O volume da produção científica brasileira em Administração tem crescido bastante nos últimos anos, certamente impulsionado pela consolidação da pós-graduação, como atesta, por exemplo, o aumento da concorrência para se aprovar um trabalho em encontros científicos e em periódicos de bom nível da área. Portanto, ao decidir publicar, por intermédio da RAC, cerca de 18 artigos a mais por ano, considerando uma média de nove artigos por edição, a ANPAD cumpre o seu objetivo de contribuir para o fortalecimento da pós-graduação e, por conseguinte, da produção e disseminação do conhecimento em Administração no país.

A Seção Artigos deste número contém oito textos, distribuídos entre seis áreas temáticas: dois artigos relacionados com Finanças, um com Operações e Logística, dois com Gestão de Pessoas e Relações de Trabalho, um com Gestão Internacional, um com Administração da Informação e um com Estratégia, comentados a seguir. Fernanda Perobelli e Rubens Famá analisam fatores indutores do endividamento das empresas de capital aberto do México, Argentina e Chile, concluindo que tais fatores variam de acordo com o país. Eduardo Pace, Leonardo Basso e Marcos Silva discutem a utilização de indicadores de desempenho relacionados com recursos humanos, satisfação do consumidor e qualidade dos produtos, previstos no balanced scorecard. Os resultados sugerem que os indicadores financeiros tradicionais têm uso predominante por sua facilidade de apuração e que a capacidade de previsão de valor, de indicadores não financeiros, é encontrada nas medidas de governança e de eficiência de processos, cujo acesso é limitado pelos custos de obtenção dos referidos indicadores e pela ausência de políticas de divulgação. Na seqüência, José de Paula Barros Neto, Jaime Fensterseifer e Carlos Formoso descrevem as características das principais prioridades competitivas existentes na literatura administrativa - custo, qualidade, desempenho na entrega, flexibilidade, inovatividade e serviços, e analisam o seu conteúdo em pequenas empresas de construção de edificações do Rio Grande do Sul. O artigo de Carmem Grisci relata pesquisa realizada com trabalhadores bancários, na qual se discute a inter-relação trabalho, tempo e subjetividade, com foco na reestruturação do trabalho bancário e na constituição do sujeito. Os resultados apontam para a constituição de um sujeito que se vê desalojado das certezas, em face da intensificação da pressão para aceitação das mudanças, regidas por características como inevitabilidade, instantaneidade e intensidade, que produzem supersolicitações e sofrimento psíquico. Na seqüência, Adriana Hilal e Carlos Hemais, baseados no referencial da Escola Nórdica de Gestão Internacional, analisam em seu artigo o processo de internacionalização de algumas empresas brasileiras, procurando pontos de convergência entre os modos sueco e brasileiro de expansão das firmas além-fronteiras. O impacto da adoção de novas tecnologias de informação nas organizações é estudado por Henrique Freitas e Ionara Rech, no artigo seguinte. Apoiados em dados de uma amostra de 91 grandes empresas da região metropolitana de Porto Alegre, RS, os autores identificam o perfil da tecnologia de informação utilizada por essas empresas, segundo o ramo de atividade. Logo após, João Gualberto Rocha e Rosângela Vanalle analisam o processo decisório para seleção de rodovias que estão sendo submetidas ao regime de concessão à iniciativa privada, por meio da sua exploração pela cobrança de pedágio. Eles identificam que o referido processo tem se apoiado no enfoque do project financing, cujo indicador de viabilidade é o grau de cobertura do serviço da dívida a ser contraída para suportar os investimentos programados. Por último, Isabella Gouveia de Vasconcelos e Flávio Vasconcelos analisam em seu artigo a implementação das normas ISO9000 em duas empresas francesas de alta tecnologia. Eles propõem uma tipologia de implementação dessas normas, composta por duas vertentes: a primeira preocupada com eficiência do procedimento, aumento da produtividade e busca de legitimidade externa da organização; a segunda preocupada com busca de legitimidade externa e melhoria da imagem organizacional. A análise dos casos mostra que manifestações de resistência à mudança são freqüentes quando a implementação das normas ISO produz alterações importantes nos jogos de poder e nas relações informais das organizações.

Na Seção Documentos e Debates, Rogério Quintella discute características, processo e resultados do XXVI ENANPAD, realizado em setembro de 2002, na cidade de Salvador, BA. Ele descreve o processo de seleção de trabalhos submetidos ao evento e discute os resultados deste processo em termos da distribuição de trabalhos aceitos por instituição, para as que tiveram mais do que 5% dos trabalhos aceitos em cada área temática. Analisa a participação dos diversos tipos de autores, com foco especial nos mestrandos e doutorandos, e fornece indicações quanto ao desempenho dos diferentes grupos de autores no processo seletivo do evento. Trata-se de texto instigante sobre o maior e mais importante encontro científico no campo da Administração no Brasil, o qual, de alguma forma, mostra Quem é Quem na produção científica nacional neste campo.

Na Seção Resenhas Bibliográficas, inicialmente Miramar Ramos Maia Vargas comenta o livro The Corporate University Handbook: Designing, Managing, and Growing a Successful Program, editado por Mark Aleen e publicado nos Estados Unidos pela AMACOM. Em seguida, Vinícius de Carvalho Araújo revisa o livro Reformas Constitucionais no Brasil: Instituições Políticas e Processo Decisório, de autoria de Marcus André Melo, publicado no Brasil pela Editora Revan.

Por fim, a Seção Notas Bibliográficas contém comentários sobre os livros Organization Change: Theory and Practice, de W. Warner Burke; Management Information Systems: Managing the Digital Firm, de Kenneth C. Laudon e Jane Price Laudon; Research Design: Qualitative, Quantitative, and Mixed Methods Approaches, de John W. Creswell; e Administração da Produção, de Nigel Slack, Stuart Chambers e Robert Johnston.

Tenham todos uma boa leitura.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Guimarães, T. de A. (1). Editorial. Revista De Administração Contemporânea, 7(1), 1-2. https://doi.org/10.1590/S1415-65552003000100001
Seção
Editorial