Pandemia se Combate em Rede! Desafios da COVID-19 no Nordeste do Brasil



Artigo principal Conteúdo

Raphael Jesus Campos de Andrade
José Milton de Sousa-Filho
Fátima Evaneide Barbosa de Almeida
Samuel Façanha Câmara

Resumo

Com a ocorrência da pandemia da COVID-19 em 2020, tornou-se imperiosa a adoção de medidas emergenciais no sentido de evitar uma crise do sistema de saúde no nordeste do Brasil. Nesse contexto, Miguel Bastos, gerente do Sistema Indústria, entidade de classe do setor industrial nordestino, dedicou todos os seus esforços para coordenar uma rede emergente de instituições envolvidas em processos de pesquisa, desenvolvimento, inovação, fabricação e manutenção de produtos demandados pelo sistema de saúde. Dessa forma, este caso de ensino tem como objetivo permitir que os alunos entendam o contexto de uma rede de cooperação criada para suprir as necessidades do setor de saúde no combate à pandemia de COVID-19. Face às dificuldades inerentes a um processo de liderança envolvendo sete instituições diferentes, como o protagonista deve organizar essa rede para atender às demandas previstas? O caso tem como públicos-alvo os alunos de Graduação em Administração, bem como de cursos de pós-graduação lato sensu, em disciplinas como Estratégia Empresarial, Redes de Cooperação, Parcerias Público-Privadas, dentre outras que abordem os temas propostos no presente caso. Ressalta-se que os dados foram coletados a partir de observação participante, dados secundários e entrevistas. Os personagens são reais, mas os nomes são fictícios.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Andrade, R. J. C. de, Sousa-Filho, J. M. de, Almeida, F. E. B. de, & Câmara, S. F. (2021). Pandemia se Combate em Rede! Desafios da COVID-19 no Nordeste do Brasil. Revista De Administração Contemporânea, 25(Spe), e200256. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2021200256.en
Seção
Casos para Ensino

Referências

Ansell, C., & Gash, A. (2008). Collaborative governance in theory and practice. Journal of public administration research and theory, 18(4), 543-571. https://doi.org/10.1093/jopart/mum032
Healey, P. (1995). The institutional challenge for sustainable urban regeneration. Cities, 12(4), 221-230. https://doi.org/10.1016/0264-2751(95)00043-L
Klijn, E. H. (2005). Networks and inter-organizational management: Challenging steering, evaluation and the role of public actors in public management. In E. Ferlie, L. Lynn, & C. Pollitt (Orgs.). The Oxford Handbook of Public Management (pp. 275-281). Oxford: Oxford University Press.
Klijn, E. H. (2014). Redes de política e implementação: Gerenciando interações complexas (pp. 108-133). In S. Cropper, M. Ebers, C. Huxham, & Ring, P. S. Handbook de relações interorganizacionais da Oxford. Porto Alegre: Bookman.
North, D. C., & Thomas, R. P. (1973). The rise of the western world: A new economic history. Cambridge: Cambridge University Press.