Pressões Institucionais, Trabalho Institucional e o Desenvolvimento do Direcionamento Empreendedor de Universidades



Artigo principal Conteúdo

Juliana Marangoni Amarante
João Marcelo Crubellate

Resumo

Com base na Teoria Institucional, neste ensaio teórico buscamos criar um modelo que explicasse o desenvolvimento do direcionamento empreendedor de universidades. Como resultado, sugerimos a seguinte proposição teórica: o direcionamento empreendedor de universidades é contingente ao trabalho institucional e pode ser entendido como o resultado de uma confluência de forças que atuam de dentro para fora e de fora para dentro, formadas por meio de uma interação histórica e recursiva entre pressões regulativas, normativas e culturaiscognitivas, derivadas conjuntamente de cada ator da tripla hélice, isto é, o estado, a indústria - ou a sociedade em um sentido mais amplo - e a academia. Nossas principais contribuições teóricas consistem em: (a) posicionar o direcionamento empreendedor de universidades no epicentro de todas as pressões e lógicas institucionais concorrentes quando se trata de criação de inovação; (b) caracterizar o direcionamento empreendedor de universidades como resultado da interação recursiva entre pressões regulativas, normativas e culturais-cognitivas, derivadas conjuntamente de cada ator da tripla hélice; e (c) enfatizar o papel fundamental do trabalho institucional realizado por empreendedores institucionais no processo de desenvolvimento do direcionamento empreendedor de universidades.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Amarante, J. M., & Crubellate, J. M. (2019). Pressões Institucionais, Trabalho Institucional e o Desenvolvimento do Direcionamento Empreendedor de Universidades. Revista De Administração Contemporânea, 24(2), 119-133. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2020170383
Seção
Artigos