Perdas de Eficiência em Organizações de Saúde Causadas pela Falta de Relacionamentos Interpessoais



Artigo principal Conteúdo

Sérgio Almeida Migowski
Iuri Gavronski
Cláudia de Souza Libânio
Eliana Rustick Migowski
Francisco Dias Duarte

Resumo

Apesar das prescrições da literatura sobre gestão da qualidade e integração para implementar estratégias que melhorem o desempenho organizacional, as organizações de saúde sustentam um modelo que é ineficiente, caro e insustentável ao longo do tempo. Este estudo objetiva examinar os relacionamentos interpessoais em três hospitais de grande porte localizados no sul do Brasil e sua relação com a eficiência organizacional. Através de uma pesquisa qualitativa e explicativa, entrevistas semiestruturadas foram aplicadas em 32 profissionais em adição à análise documental. Os dados analisados sugerem que a integração ocorre ao nível das lideranças formais em apenas um dos hospitais e não envolve os profissionais médicos e os operacionais. A gestão da qualidade não parece estar completamente incorporada às rotinas assistenciais e estão relacionadas com perdas de eficiência. Este cenário está provavelmente relacionado com a falta de integração entre os profissionais e da consolidação da confiança, da liderança e da comunicação.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Migowski, S. A., Gavronski, I., Libânio, C. de S., Migowski, E. R., & Duarte, F. D. (2019). Perdas de Eficiência em Organizações de Saúde Causadas pela Falta de Relacionamentos Interpessoais. Revista De Administração Contemporânea, 23(2), 207-227. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2019170396
Seção
Artigos