Rentabilidade em Bancos Múltiplos e Cooperativas de Crédito Brasileiros



Artigo principal Conteúdo

Wanderson Rocha Bittencourt
Valéria Gama Fully Bressan
Clayton Peixoto Goulart
Aureliano Angel Bressan
Davi Rogério de Moura Costa
Wagner Moura Lamounier

Resumo

O sistema financeiro desempenha papel crucial em qualquer economia. Fatores como forte regulamentação do setor bancário, mensuração e avaliação em termos de desempenho e eficiência vêm sendo fundamentais para as instituições financeiras. A sustentabilidade de longo prazo de cooperativas e bancos demanda a identificação e a comparação das variáveis que influenciam sua rentabilidade. Este estudo realizou a análise de um painel de instituições com características similares, compreendendo o período de 2009 a 2013. Os resultados indicaram que o retorno sobre o ativo dessas instituições mostrou-se afetado por: empréstimos, eficiência (mensurada por meio de análise envoltória de dados), despesas totais, depósitos totais, outras receitas e taxa Selic. Já o retorno sobre o patrimônio líquido mostrou-se influenciado por: depósitos totais, empréstimos, taxa Selic, PIB, inflação, outras receitas e despesas totais. Na amostra estudada, os resultados indicaram que não há diferença estatística se a instituição financeira for classificada como banco múltiplo ou como cooperativa de crédito quando considerado o ROE como medida de desempenho.

Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Bittencourt, W. R., Bressan, V. G. F., Goulart, C. P., Bressan, A. A., Costa, D. R. de M., & Lamounier, W. M. (1). Rentabilidade em Bancos Múltiplos e Cooperativas de Crédito Brasileiros. Revista De Administração Contemporânea, 21(spe), 22-40. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017150349
Seção
Artigos