Editorial



Artigo principal Conteúdo

Herbert Kimura

Resumo

Apresentamos, com satisfação, a nova edição da Revista de Administração Contemporânea (RAC), composta por seis artigos científicos e um artigo tecnológico.

Na seção de Artigos Científicos, o primeiro trabalho, Plural Forms of Governance at Central Supply Markets, de Susan Yuko Higashi, Mayra Batista Bitencourt Fagundes, Silvia Morales de Queiroz Caleman, Leandro Sauer e Maria Sylvia Saes, analisa “os aspectos transacionais da relação entre produtores e permissionários da Ceasa-MS”, verificando que “o uso das formas plurais reduz o custo de transação para o permissionário”.

No segundo artigo, As Organizações e a Felicidade no Trabalho: Uma Perspectiva Integrada, Gisela Sender e Denise Fleck estudam “como se define felicidade no trabalho; o efeito da felicidade no trabalho nos resultados das empresas; e o que torna os indivíduos felizes no trabalho”, fundamentandose a discussão “nos antecedentes da felicidade no trabalho e seus possíveis impactos no comportamento do indivíduo na organização”.

O terceiro trabalho, Engajamento dos Consumidores com o Boca a Boca Eletrônico Negativo em Lojas de Aplicativos Móveis, de Adrianne Paula Vieira de Andrade e Anatália Saraiva Martins Ramos, estuda “as motivações do comportamento de engajamento do consumidor com o boca a boca eletrônico (electronic word-of–mouth – eWOM) negativo em plataformas de consumo de aplicativos móveis, utilizando-se como lente de análise a Teoria da Ação Racional”.

Já o quarto artigo, Formação, Disseminação e Colaboração: Internacionalização em Administração de Sistemas de Informação, de Eduardo H. Diniz, José Eduardo Ricciardi Favaretto, Henrique Pontes Gonçalves de Oliveira e Debora Richter Brólio, “revela o perfil de internacionalização dos pesquisadores brasileiros no campo de Administração de Sistemas de Informação (ADI) com base em análise de três dimensões: Formação, Disseminação de pesquisa e Colaboração em redes internacionais”.

No quinto estudo, Dilemas Éticos Enfrentados por Profissionais de Recursos Humanos: Explorando Cursos de Ação, Beatriz Maria Braga, Edson Keyso de Miranda Kubo e Eduardo Oliva investigam “as percepções de profissionais de RH sobre o seu papel em relação às questões éticas da gestão de pessoas, os dilemas que enfrentam e a sua conduta frente a esses dilemas”.

O sexto artigo, Applicability of Investment and Profitability Effects in Asset Pricing Models, de Márcio André Veras Machado, Robert Faff e Suelle Cariele de Souza e Silva, investiga se “investimento e rentabilidade são precificados”, observando-se que “não existe prêmio por investimento no Brasil”.

A edição conta também com um trabalho na seção de Artigo Tecnológico, Rota da Inovação: Uma Proposta de Metodologia de Gestão da Inovação, de Aurora Carneiro Zen, Bernardo Dias Machado, Ana Isabel Jaramillo López, Martiele Cortes Borges e Daniela Callegaro de Menezes. Os autores propõem “uma metodologia para gestão da inovação que objetiva atender às necessidades de micro e pequenas empresas de base tecnológica”, dentro do contexto “do programa da Financiadora Nacional do Projetos (FINEP) para a estruturação de Núcleos de Apoio à Gestão da Inovação (Nagis)”.

Aproveitamos este editorial para discutir alguns aspectos referentes à transição de equipes editoriais em publicações científicas. Tendo em vista que o atual editor-chefe se desligará em breve da gestão da RAC, é importante que a transição seja feita de forma planejada, preservando os avanços obtidos e permitindo que novos aprimoramentos no processo editorial sejam realizados pelo novo gestor.

No workshop Managing Editor-in-Chief Transitions, realizado no CSE (Council of Science EditorsAnnual Meetingde 2016 em Denver/EUA, Mary Billingsley moderou uma discussão com cinco profissionais da área de publicação científica. Billingsley (2017) destaca, no workshop, os principais assuntos discutidos: (a) um tutorial sobre o processo de busca e seleção de um novo editor-chefe, (b) uma visão geral sobre características e capacitação de editores-chefes, (c) uma descrição do fluxo editorial em periódicos em fase de transição de editores, (d) uma orientação sobre a definição de contratos contendo papéis, responsabilidades, remuneração e metas de editores, (e) uma sugestão de aspectos de gestão, como delegação de responsabilidade, desenvolvimento de network com outros editores-chefes, etc.

Mais especificamente, a mudança de um editor-chefe em um periódico pode afetar todos os elementos associados à publicação e, desta forma, a gestão do processo de transição deve ser realizada com cautela, pois pode tanto proporcionar mudanças positivas suaves quanto causar descontentamentos disruptivos (Billingsley, 2017). Brenner (2014) relata sua experiência como managing editor em transições de editores-chefes, ressaltando a importância de iniciativa, coordenação, comunicação, organização por parte da equipe editorial, bem como de oferta de treinamento e capacitação dos novos editores-chefes e possivelmente dos novos editores associados que integrarão a equipe. Alguns relatos breves de experiências de transição editorial em periódicos de diversas áreas podem ser obtidos em Podolsky (2001)Geer e Foster (2002)Gooijer (2002)McDonald (2013)Nishimura (2016) e Michel (in press).

É importante destacar que a transição do editor-chefe é parte importante para o desenvolvimento de um periódico científico, permitindo que novas visões e formas de trabalho sejam estabelecidas e objetivando um aprimoramento do journal. No entanto, o conselho editorial e a forma de interação com autores e avaliadores também poderão sofrer mudanças, para contemplar novas perspectivas para o periódico, bem como novos procedimentos no fluxo editorial. Neste contexto, um período de adaptação e de ajustes será necessário, porém sempre se levando em consideração a melhoria do periódico.

Notícias sobre a transição do editor-chefe serão apresentadas brevemente. Enquanto isso, aproveitem a leitura dessa nova edição da RAC.



Histórico de Downloads

Não há dados estatísticos.


Detalhes do artigo

Como Citar
Kimura, H. (1). Editorial. Revista De Administração Contemporânea, 21(6), 1-3. https://doi.org/10.1590/1982-7849rac2017170334
Seção
Editorial